Coimbra  1 de Agosto de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

O céu da Região de Coimbra pode ser visto na Pampilhosa da Serra

7 de Abril 2021 Jornal Campeão: O céu da Região de Coimbra pode ser visto na Pampilhosa da Serra

A Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC) associa-se à “Dark Sky International Week”, que está a decorrer esta semana, com o lançamento da iniciativa “O Céu da Região de Coimbra”.

O evento vai realizar-se no sábado (10), em Pampilhosa Serra, “concelho com o céu mais transparente da região Centro”, disse a CIM de Coimbra.

A iniciativa, realizada no âmbito do destino Dark Sky Aldeias de Xisto, marca o lançamento do roteiro de locais de observação, da exposição de astro fotografia “O Céu da Região de Coimbra”, e das acções de formação aprovadas pela CIM-RC e pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), no que toca à formação de guias do céu para o serviço turístico e à capacitação do tecido económico local para trabalhar com este programa em rede.

Será ainda assinado um protocolo de cooperação entre o Ministério da Defesa Nacional, o Município de Pampilhosa da Serra, o Instituto de Telecomunicações e a Associação TICE.PT, para o desenvolvimento de capacidades de observação no domínio do conhecimento situacional do espaço.

Segundo a CIM-RC, a exposição “O Céu da Região de Coimbra” é constituída “por fotografias do céu estrelado em vários locais da Região de Coimbra, captadas pelo astro fotógrafo Miguel Marques, que deram origem também a um catálogo que expõe o potencial de observação de estrelas na Região e a sua ligação à natureza”.

De referir que o destino Dark Sky Aldeias de Xisto é uma reserva territorial que engloba estas aldeias, entre as Serras do Açor e da Estrela, e que tem certificação da UNESCO e da Starlight Foundation de reconhecimento de céu de excepcional qualidade para observação astronómica.

Na CIM de Coimbra, o projecto “surgiu pelo facto de alguns dos municípios da região apresentarem condições de excelência para a sua classificação enquanto destino Dark Sky, nomeadamente 24 localidades dos municípios de Penela, Miranda do Corvo, Lousã, Góis, Pampilhosa da Serra, Arganil e Oliveira do Hospital”.

“O destino Dark Sky Aldeias do Xisto promove e valoriza turisticamente os recursos, envolve o sector privado e cria sinergias supramunicipais a partir de um produto inovador que gerará a captação de novos turistas, criando uma oferta diferenciadora que se suporta num recurso único com presença no território”, disse a CIM de Coimbra.

Assim, para a CIM-RC, trata-se de um “um novo posicionamento turístico que extravasa a mera observação do céu para se assumir como uma aposta estratégica que concilia o desenvolvimento turístico com a sustentabilidade social e ambiental, transformando, assim, uma aparente fraqueza do território num activo distintivo de valorização económica e cultural”.

Esta certificação implica um compromisso da Região, nomeadamente da CIM de Coimbra e da CCDRC, no combate à poluição luminosa, com controlo de luminárias, utilização responsável de luz nocturna.

De referir que o Dark Sky Aldeias do Xisto é promovido pela CIM de Coimbra com a ADXTUR, em parceria com a Associação Dark Sky Alqueva, o Instituto de Telecomunicações da Universidade de Aveiro e a Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.