Coimbra  18 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Nuno Miguel Peixoto de Pinho venceu Prémio Francisco Martins

27 de Dezembro 2018

O músico Nuno Miguel Peixoto de Pinho acaba de vencer o 1.º lugar do Prémio Francisco Martins de 2018, instituído pela Orquestra Clássica do Centro.

Foi com o tema “Agrypnia” que o artista alcançou o primeiro lugar do pódio.

O prémio pretende “não só perpetuar o nome do intérprete e compositor Francisco Martins, como promover valores musicais na área da composição, com a preocupação de incentivar a produção e dar a conhecer novas obras que enriqueçam o património bibliográfico musical”, refere a Orquestra do Centro.

O júri do concurso deste ano foi constituído por Luís Tinoco, Sérgio Azevedo, Dimitris Andrikopoulos e pelo maestro titular da OCC Jan Wierzba, que atribuiu duas menções honrosas a Diogo André Novo Almeida Carvalho, com o tema ” do nervo” e a Gerson de Sousa Batista, com o tema ” O Despertar de Cronus”.

Além do valor pecuniário de 1 000 euros, atribuído pelas Livrarias Almedina, a obra será editada pelas Edições AVA e interpretada pela Orquestra Clássica do Centro em data a anunciar.

Nuno Peixoto iniciou os seus estudos musicais aos 18 anos na Academia de Música de São João da Madeira, onde completou, em 2002, o curso complementar de Viola Dedilhada e a classe de Análise e Técnicas de Composição com a Compositora Ângela Lopes.

Em 2003 ingressou no Curso Superior de Composição da Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Porto. Desde então, na área da composição, trabalhou com os compositores Cândido Lima, Fernando Lapa, Dimitris Andrikopoulos, Carlos Guedes, Eugénio Amorim e Eneko Vadillo Perez. Recentemente foram editadas em CD, pelo Coro de Câmara de São João da Madeira, duas peças sobre melodias populares das terras de Santa Maria. A sua obra “This is not a poem”, para orquestra, foi a vencedora do 4.º concurso internacional de composição da Póvoa de Varzim 2009. Actualmente, desempenha funções como membro do ‘Factor E’ da Casa da Música, como professor na Academia de Música de Espinho e na Universidade Católica Portuguesa e como colaborador na E.S.M.A.E.

Frequenta o doutoramento da U.C.P. no âmbito da Informática Musical, mais especificamente na área do Computador como ferramenta de apoio à Orquestração, sob orientação de António Sousa Dias.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com