Coimbra  12 de Abril de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Novos 10 autocarros eléctricos dos SMTUC já estão a circular em Coimbra

1 de Março 2024 Jornal Campeão: Novos 10 autocarros eléctricos dos SMTUC já estão a circular em Coimbra

Os 10 novos autocarros standard eléctricos dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) já se encontram a circular pelas ruas da cidade.

O presidente da Câmara de Coimbra, José Manuel Silva, e o presidente do Conselho de Administração dos SMTUC, Jorge Jesus, realizaram, esta sexta-feira, uma viagem num dos autocarros, pelo percurso da Linha 7.

Os 10 novos veículos standard eléctricos, Otokar E-kent C fazem parte de um conjunto de 22 autocarros eléctricos adquiridos pela autarquia, através de uma candidatura dos SMTUC ao POSEUR, sendo que os 12 minibus já estão ao serviço desde o passado mês de Janeiro.

Os novos veículos entraram neste dia 1 de Março oficialmente ao serviço depois de, durante o mês de Fevereiro, terem realizado um período de testes em contexto real.

O objectivo da autarquia é “continuar a renovar a frota dos SMTUC com veículos com melhor desempenho ambiental e reduzir o impacto negativo das emissões de gases com efeito de estufa e de outros poluentes atmosféricos”.

A operação de aquisição dos veículos representou um investimento total de 10,8 milhões euros, tendo sido comparticipada em 7,8 milhões de euros por fundos comunitários e os restantes pela Câmara de Coimbra, ao abrigo de uma candidatura que realizou, através dos SMTUC, ao POSEUR para “Promoção da eficiência energética nos transportes colectivos de passageiros incumbidos de missões de serviço público”.

Esta aquisição pretende incentivar o uso de veículos mais eficientes e que utilizem fontes de energia com melhor desempenho ambiental, dando continuidade ao processo de renovação e descarbonização da frota planeado para os SMTUC.

“Os SMTUC e a Câmara Municipal continuam empenhados em elevar a qualidade do serviço público de transporte prestado, tornando-o mais eficiente económica e ambientalmente, adequando-se cada vez mais às necessidades da população”, refere o Município.