Coimbra  12 de Junho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Novas competências de Cantanhede na área social aumentaram o número de atendimentos

22 de Maio 2024 Jornal Campeão: Novas competências de Cantanhede na área social aumentaram o número de atendimentos

A actividade dos serviços de Acção Social do Município de Cantanhede aumentou exponencialmente após a transferência de competências nesta área. Desde 1 de Abril de 2023, data em que as responsabilidades dos programas sociais transitaram da Administração Central para a esfera da autarquia, os atendimentos passaram de 1.600 para 6.000 por ano. Este aumento significativo “traduz uma pressão bastante maior sobre os serviços, cuja capacidade de resposta tem estado à altura das exigências”, afirmou Helena Teodósio, presidente da Câmara Municipal de Cantanhede.

A autarca sublinhou o forte investimento da autarquia no reforço das equipas para gerir os processos decorrentes da transferência de competências, especialmente no âmbito do Rendimento Social de Inserção (RSI), do Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social (SAAS) e da Emergência Social. Além disso, destacou o aumento das intervenções sociais que já eram da responsabilidade da autarquia.

Para dar resposta ao aumento da procura, além da contratação de mais recursos humanos, foi necessário proceder ao seu enquadramento orgânico e criar espaços de atendimento adequados. Helena Teodósio elogiou também o papel crucial das Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) no apoio às actividades dos serviços de Ação Social, tanto na sinalização de situações que requerem intervenção como no suporte às diligências necessárias para resolver problemas sociais persistentes.

O Município tem implementado diversos programas de intervenção, tais como o Regulamento Municipal de Atribuição de Subsídios a Agregados Familiares em Situação de Extrema Carência Económica, o Cartão Abem, o Banco de Voluntariado, o Incentivo à Natalidade e o Banco de Recursos Colmeia.

Outros programas de intervenção incluem o CLAIM (Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes), o GAE (Gabinete de Apoio ao Emigrante), o Balcão da Inclusão e várias acções em parceria com entidades locais e regionais, como a CPCJ de Cantanhede, o CLDS Cantanhede 4G, o VirtuALL, o Banco de Leite, o Programa Combate à Privação Material e o CuidiN.

Desde 2018, o programa Abem, que comparticipa a 100% a aquisição de medicamentos sujeitos a receita médica para pessoas carenciadas, emitiu 122 cartões para 58 agregados familiares. No primeiro trimestre de 2024, 47 bebés beneficiaram do incentivo à natalidade. O Banco de Recursos Colmeia apoiou 175 famílias em 2023, cerca de 450 munícipes, mais 92 famílias do que em 2022.

Pelo seu trabalho na área social, Cantanhede foi distinguido com a bandeira verde de “Autarquia Familiarmente Responsável” pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas em Dezembro do ano passado. Este reconhecimento, atribuído a apenas seis municípios desde a primeira edição do projecto, destaca as políticas implementadas pelo município.

Este ano, Cantanhede também recebeu o selo de mérito do Movimento Cuidar dos Cuidadores Informais, no âmbito da 2.ª edição da Rede de Autarquias que Cuidam dos Cuidadores Informais (RACCI), pelo biénio 2023/2024.