Coimbra  27 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

“Noite das Ideias” quer debater “o ser e estar vivo hoje”

24 de Janeiro 2020 Jornal Campeão: “Noite das Ideias” quer debater “o ser e estar vivo hoje”

Cristina Robalo Cordeiro, presidente do Comité da Alliance Française, e Victor Matias, director da Alliance Française de Coimbra, apresentaram a 3.ª edição da iniciativa

 

Levar as pessoas a “reflectir, a agir, a serem pró-activas em vez de reactivas” é o principal objectivo da “Noite das Ideias”, uma iniciativa francesa que chega, na próxima quinta-feira (30), na Alliance Française de Coimbra.

Nas instalações da escola de línguas, a partir das 18h00, o tema comum mundial “Ser e estar vivo” será debatido entre o público presente e cinco convidados, das mais diversas áreas, portugueses e não só.

Embora o tema seja comum a todo o mundo, em Coimbra a perspectiva em que será abordado é diferente. “Quisemos tratar este tema do ‘ser e estar vivo’ de uma forma mais pessimista, de forma a que possamos encontrar soluções para os problemas através da Ciência, da Arte, da Filosofia”, explicou Victor Matias, director da Alliance Française de Coimbra.

As questões “qual o lugar do homem no mundo relativamente à natureza?”; “quais as fronteiras da pesquisa científica?” ou “como manter o homem vivo?” são algumas das quais poderão ser colocadas e respondidas durante esta noite, que completa este ano a terceira edição em Coimbra.

“Pretende-se que seja uma noite que nos leve a ouvir, a pensar, a questionar”, notou o responsável.

Para tal, e porque o tema é tão amplo e abrangente, foram convidados especialistas das mais variadas áreas: Manuela Grazina, docente da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC); Ernesto Costa, professor da Faculdade de Ciências a Tecnologia da UC; o padre Nuno dos Santos, reitor do Seminário Marior de Coimbra; Jean-Jacques Wunenurger, professor de Filosofia da Imaginação na Universidade Jean-Moulin, Lyon 3; e Karim Filali-Maltouf, director do Laboratório de Microbiologia e Biologia Molecular na Universidade Mohammed V de Rabat, em Marrocos.

“A ideia desta noite é que o público também seja bastante interveniente e se debatam, de facto, as ideias”, afirmou Cristina Robalo Cordeiro, presidente do Comité da Alliance Française, adiantando que cada convidado terá cinco minutos para lançar a sua ideia, passando depois a ser um debate entre todos.

No fundo, a ‘Noite das Ideias’ “é uma tentativa de tornar o debate universal e de lhe dar um cunho democrático, ser uma noite aberta a toda a gente e muito direccionada para a juventude, incutindo-lhes o gosto pela argumentação, pelo debate e pelo contraditório”, esclareceu a também cônsul honorária de França em Coimbra.

A entrada é totalmente livre e durante toda a sessão haverá tradução simultânea de francês para português e vice-versa.

No total, por todo o mundo, mais de 200 cidades, em 70 países (francófonos ou não), nos cinco continentes estarão a debater este tema (“Être Vivant”).