Coimbra  29 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Navigator vai receber 27,5 milhões do Banco Europeu de Investimento

3 de Agosto 2020 Jornal Campeão: Navigator vai receber 27,5 milhões do Banco Europeu de Investimento

A fábrica da The Navigator Company, na Figueira da Foz, vai receber um financiamento de 27,5 milhões de euros do Banco Europeu de Investimento (BEI) para apoiar a sua estratégia de descarbonização.

O projecto “consiste na construção e exploração de uma nova caldeira a biomassa na fábrica de pasta e papel da Figueira da Foz e é um importante passo na recente estratégia de descarbonização da empresa”, revela a Comissão Europeia, adiantando que a Navigator tem como objectivo “assegurar a neutralidade carbónica da empresa até 2035 (15 anos antes da meta da UE, que é 2050), a qual está em sintonia com o Acordo de Paris, o Pacto Ecológico Europeu e o Roteiro para a Neutralidade Carbónica aprovado por Portugal”.

“A substituição do equipamento existente por uma nova caldeira a biomassa faz parte dos investimentos que a empresa está a realizar para neutralizar as emissões de carbono, sendo considerada uma medida crucial para conservar e reforçar a sua competitividade e presença no mercado num sector cíclico, especialmente no contexto das profundas consequências económicas da actual pandemia de covid-19”, adianta.

Este é um financiamento do banco da UE, concedido no âmbito do “Plano de Investimento para a Europa”.

A fábrica da Figueira da Foz apenas utiliza matéria-prima proveniente de florestas certificadas por sistemas de certificação florestal reconhecidos internacionalmente ou considerada como madeira controlada e, este projecto em concreto, “contribuirá também claramente para o apoio ao emprego rural e às economias rurais em Portugal, mediante o desenvolvimento de uma cadeia de valor das florestas e da bioeconomia”.

“Estamos muito satisfeitos por apoiar a ambiciosa estratégia de descarbonização da The Navigator Company e os seus esforços em modernizar a produção para torná-la mais sustentável e fortalecer a sua competitividade. Ao impulsionar a recuperação económica após a crise da covid-19, este projecto promoverá a economia circular e ajudará a UE a alcançar o seu objectivo de neutralidade climática até 2050”, disse a vice-presidente do Banco Europeu de Investimento Emma Navarro, responsável pelas operações em Portugal e pela acção climática do Banco.

“A acção climática e a coesão, juntamente com o crescimento sustentável, continuam a ser as principais prioridades do BEI, mesmo durante esta pandemia. Temos o prazer de apoiar um projecto que está a contribuir fortemente para esses objectivos em Portugal e na Europa”.

Esta é a oitava transacção entre o BEI e a The Navigator Company, tendo a última operação sido assinada em 2018. Neste recente projecto, o Grupo BEI apoiou os investimentos da The Navigator Company nos domínios da inovação e da acção climática, nomeadamente o financiamento da modernização da fábrica da Figueira da Foz e da melhoria das suas tecnologias de produção, o que permitiu reduzir a energia consumida e a quantidade de produtos químicos utilizados, bem como as emissões de gases com efeito de estufa, graças à substituição dos combustíveis fósseis por um recurso acrescido à biomassa, uma fonte de energia renovável.