Coimbra  21 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Música portuguesa de todo o mundo é “cabeça de cartaz” da FESTAME

8 de Junho 2018

A língua portuguesa é a grande bandeira da próxima edição da FESTAME – Feira do Município da Mealhada, que tem início esta sexta-feira (08) e termina a 16 de Junho, no complexo desportivo da daquela cidade.

Matias Damásio, Diogo Piçarra, Cuca Roseta, Fafá de Belém, Paulo Sousa, Rui Drumond, Pama, be-dom, Rouxinol Faduncho e Átoa são os protagonistas de um dos maiores eventos realizados na Mealhada anualmente, que junta milhares de pessoas.

“Serão nove dias de festa com novas áreas, como a ‘street food’; a ‘funzone’ dedicada ao Mundial de Futebol (com a transmissão dos jogos de futebol), que se localizará no jardim à frente da Câmara Municipal; o reforço da área infantil e um terceiro palco com ‘karaoke’ e ‘DJ’ a finalizar todas as noites”, revelou o presidente da Câmara da Mealhada, Rui Marqueiro, aquando da apresentação oficial da Feira.

A par dos grandes nomes, capazes de atrair pessoas de toda a região, a FESTAME reserva um dos seus palcos para os talentos locais como as colectividades, associações e grupos do concelho. Pelo palco dois do evento vão passar grupos folclóricos, coros, filarmónicas e, claro, as famosas escolas de samba da Mealhada. Todos os dias estarão em evidência vários grupos, uma forma de dar a conhecer aos visitantes o que existe no concelho.

Apesar de a animação ser uma componente que nunca pode faltar, a feira é também constituída por outras vertentes ligadas ao sector comercial, industrial, agrícola e automóvel, sem esquecer o artesanato e a excelente gastronomia local e regional.

As tasquinhas estarão, como habitualmente, ao encargo das instituições particulares de solidariedade social do município, que totalizam mais de uma centena de espaços.

A FESTAME terá, ainda, uma ‘Gala das Escolíadas’, uma produção que envolverá mais de 1 000 jovens dos distritos de Aveiro, Coimbra e Viseu; bem como um concurso de bandas, que passará pelo palco principal do certame e que pretende “dar destaque aos novos valores da música portuguesa”, refere a autarquia. O primeiro prémio contempla a gravação de um disco, uma pós-graduação em ‘Gestão nas Indústrias da Música’ e 500 euros (em dinheiro).

Factores de atracção potenciam sucesso

Perante uma cartaz diversificado, novos sectores pensados para os visitantes e, como tem vindo a acontecer, com as entradas livres e gratuitas, a Câmara Municipal da Mealhada acredita estarem criadas “as condições para garantir uma maior atractividade ao recinto e potenciar as visitas aos diversos sectores”, explica.

As entradas gratuitas são uma das grandes diferenças em relação a outras feiras do género, algo que a autarquia pretende manter, “procurando que estes dias, além de potenciarem a economia local, sejam de encontro e de festa dos mealhadenses e dos milhares de pessoas que se deslocarão à Mealhada para assistir aos seus grupos preferidos”.

O autarca Rui Marqueiro sublinhou “o equilíbrio do programa”, adiantando que a FESTAME tem “bons pretextos para que as pessoas visitem a feira e possibilitem bons negócios aos expositores”, referiu.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com