Coimbra  30 de Maio de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Museu PO.RO.S celebra 7.º aniversário com mais de 90.500 visitantes

16 de Maio 2024 Jornal Campeão: Museu PO.RO.S celebra 7.º aniversário com mais de 90.500 visitantes

O museu PO.RO.S – Portugal Romano em Sicó, localizado em Condeixa-a-Nova, comemorou no passado dia 6 de Maio o seu sétimo aniversário, registrando um total de mais de 90.500 visitantes ao longo deste período.

Nos últimos anos, o Museu PO.RO.S tem-se destacado como uma referência no panorama museológico e cultural nacional, tornando-se um destino imprescindível para quem se interessa pela temática da romanização. Desde a sua abertura, em 2017, o museu recebeu diversos prémios e distinções internacionais, incluindo o prémio “Heritage in Motion” em 2018, atribuído pela Academia Europeia de Museus, como o melhor projecto interactivo da Europa. Em 2023, o museu também foi reconhecido na Bienal Ibérica de Arte e Património, recebendo o prémio de Melhor Projecto de Tecnologia Aplicada ao Património.

“Nestes sete anos de inegável sucesso, estamos conscientes da responsabilidade e exigência que temos para continuar a oferecer aos visitantes do PO.RO.S os mais elevados padrões de modernidade, inovação e rigor”, destacou Nuno Moita, presidente da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova.

Além de ser um espaço museológico de destaque, o PO.RO.S é também um centro cultural importante na região, com uma agenda regular de eventos culturais. Ao longo dos últimos sete anos, o museu realizou dezenas de exposições temporárias, abrangendo diversas áreas como artes plásticas, arqueologia e exposições colectivas. Entre estas, destaca-se a exposição “Paredes de Abril: À Procura da Manhã Clara”, que estará patente até 5 de Janeiro de 2025, numa organização conjunta com o Museu Nacional de Machado de Castro, em Coimbra.

“Enfrentamos muitos desafios, mas procuramos manter sempre um pensamento inovador na gestão do museu, alinhado com a identidade do PO.RO.S. Eventos como o Sunset RFM em 2018 ou o espectáculo ‘Luzes da Liberdade’, que atraiu 1.200 espectadores, são exemplos disso”, realçou Ana Valadas, coordenadora da Unidade de Gestão de Equipamentos Museológicos.