Coimbra  25 de Fevereiro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Municípios de Portugal e Espanha querem cooperar com outros países

7 de Junho 2017 Jornal Campeão: Municípios de Portugal e Espanha querem cooperar com outros países

Representantes dos municípios de Portugal e Espanha, que hoje pela primeira vez se reuniram em Coimbra, admitiram alargar a cooperação e intercâmbio que vão promover entre si aos outros países do sul da Europa.

“Esta experiência, este trabalho, esta troca de informação e intercâmbio, esta cooperação [entre os municípios de Portugal e de Espanha], poderá ser progressivamente alargada” aos países do sul da Europa, disse o presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), Manuel Machado.

“Há problemas [no sul da Europa] que são comuns” a Portugal e Espanha, salientou Manuel Machado, que falava, numa conferência de Imprensa, ao princípio da tarde de hoje, em Coimbra, depois de ter participado numa “encontro inédito” de representantes dos municípios da Península Ibérica.

“Em conjunto, podemos ter uma voz mais forte em Bruxelas”, para negociar com a União Europeia, defendeu Abel Caballero, presidente da Federação Espanhola de Municípios e Províncias (FEMP), que também participou na conferência de Imprensa.

Segundo o presidente da FEMP e alcaide de Vigo, “a Europa do sul é distinta da do norte”. “Somos o anti-Brexit, queremos uma Europa unida”, afirmou Abel Caballero, sustentando que “o século XXI é o ciclo do poder local”.

Os representantes dos municípios de Portugal e de Espanha acordaram, na reunião de hoje, no Convento São Francisco, em Coimbra, promover acções de intercâmbio e cooperação, designadamente em relação à aplicação de fundos europeus e à criação de infraestruturas de interesse para os dois países.

Nesse sentido, os autarcas decidiram criar quatro grupos de trabalho em torno daqueles objectivos, cujas primeiras conclusões deverão estar prontas dentro de “um curto espaço de tempo”.

Criação de grandes infraestruturas, particularmente vias de comunicação, desenvolvimento territorial das zonas transfronteiriças, cooperação nas áreas do comércio, do turismo e da cultura e atribuição e aplicação de fundos europeus, sobretudo no âmbito do próximo quadro comunitário de apoio, a vigorar a partir de 2020, são os assuntos considerados prioritários e que começarão a ser tratados pelos quatro grupos de trabalho.

Além dos presidentes da ANMP e da FEMP, participaram no encontro membros do Conselho Directivo da Associação portuguesa e, pela delegação espanhola, presidentes de províncias, membros da Junta de Governo da Federação, autarcas e os vice-presidentes do Conselho de Municípios e Regiões da Europa, e europeu de Cidades e Governos Locais Unidos.