Coimbra  25 de Maio de 2022 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Município de Penacova assinala Dia da Árvore

22 de Março 2022 Jornal Campeão: Município de Penacova assinala Dia da Árvore

A Câmara Municipal de Penacova comemorou o Dia da Árvore sublinhando a importância da floresta no ambiente e na economia local.

Nessa medida, o presidente da Câmara, Álvaro Coimbra, destacou uma experiência que se iniciou recentemente: os doze parques de biomassa existentes no concelho, instalados em parceria com a Altri, tendo afirmado o seguinte que “a recolha de biomassa nestes parques iniciou-se em Novembro de 2021 e podemos dizer que os resultados são animadores. Todos os meses são entregues na central de Mortágua, para produção de energia, cerca de 30 toneladas de biomassa. Aumentando o esforço de divulgação, optimizando a recolha e prevendo mais alguns pontos de armazenamento, parece perfeitamente possível que a quantidade recolhida seja cada vez maior”. Nessa medida, o Dia da Árvore inclui a cerimónia simbólica de inauguração do Parque Central de Biomassa de Miro (junto ao nó do IP3), que se destina essencialmente a concentrar a recolha dos restantes parques e ser ponto de partida único para a central de Mortágua, utilizando um veículo com baixas emissões gasosas.

Na mesma ocasião, foram celebrados três memorandos de entendimento. Um primeiro, envolvendo o Município e as empresas Infraestruturas de Portugal e Altri, que dá corpo a um projecto de valorização patrimonial, cultural, turística e ambiental da Livraria do Mondego (geomonumento com mais de 400 milhões de anos). O projecto prevê nomeadamente o controlo de plantas infestantes e invasoras da envolvente da Livraria do Mondego, a protecção e conservação do património geológico em causa, a divulgação do recurso geológico (numa base científica) e das práticas de gestão para a sua valorização e para a valorização da envolvente e a potenciação dos acessos ao local, optimizando a proximidade em relação ao rio Mondego, à Ecovia do Mondego e à Estrada Nacional n.º2, estudando uma forma de atravessamento pedonal e ciclável do rio, criando formas de sinalética e de informação sobre o recurso em causa, aumentando o grau de conhecimento e a atracção turística.

Um segundo memorando, envolvendo as mesmas entidades, dizendo respeito a um projecto piloto de controlo de plantas infestantes e invasoras nos taludes do IP3, definindo como área de actuação o percurso entre os nós da Espinheira e de Miro. Este projecto piloto assentará na utilização das melhores técnicas disponíveis, do ponto de vista de gestão florestal, da protecção ao ambiente e dos recursos naturais e da segurança rodoviária, numa base de sustentabilidade e de uso eficiente de recursos, pretendendo envolver a comunidade científica.

O terceiro documento, subscrito por Álvaro Coimbra, presidente da Câmara Municipal de Penacova e por Miguel Silveira, Administrador da Altri Florestal, visa a valorização ambiental da Serra de Gavinhos, ex-libris da freguesia de Figueira de Lorvão e um dos mais importantes núcleos de moinhos do concelho. Em articulação com a Associação de Agricultores e Melhoramentos do lugar de Gavinhos, pretende-se estudar a florestação otimizada do local, potenciadora de túneis de vento para os moinhos, contribuindo para a valorização deste património.

O programa incluiu ainda uma visita de alunos da EBI de S. Pedro de Alva a um medronhal junto à praia fluvial do Vimieiro, acompanhada pelo seu mentor, o Professor Carlos Fonseca, que explicou as vantagens territoriais e as aplicações do medronheiro, uma espécie autóctone e resiliente.