Coimbra  7 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Município de Anadia investe cerca de 100 000 euros em apoios às famílias

9 de Fevereiro 2021 Jornal Campeão: Município de Anadia investe cerca de 100 000 euros em apoios às famílias

A Câmara Municipal de Anadia aprovou um conjunto de medidas para amenizar os impactos causados pela pandemia da covid-19 juntos das famílias, representando este investimento cerca de 100 000 euros.

Assim, para apoiar as famílias com rendimentos mais baixos, foi aprovado o aumento do apoio monetário directo que pode ir, no máximo, até 250 euros e/ou cabaz alimentar, constituído por produtos essenciais adquiridos no comércio local.

“Os agregados familiares e/ou pessoas isoladas poderão aceder a estes apoios, desde que, comprovadamente, demonstrem a perda ou inexistência de rendimentos, em consequência da pandemia da covid-19, durante um prazo máximo de seis meses”, informou a autarquia.

No caso de ausência total de rendimentos será atribuído um apoio de 100 euros e um cabaz alimentar por agregado ou pessoa isolada. Se o rendimento mensal per capita foi igual ou inferior 100 euros, a ajuda dada será de 150 euros ou um cabaz alimentar. Já se o rendimento mensal per capita for superior a 100 euros, mas inferior a 60 por cento do valor do salário mínimo nacional, serão concedidos 100 euros. No caso de agregados familiares com cinco ou mais elementos, acresce o valor de 100 euros a estes apoios monetários.

As pessoas que se encontrem nas situações acima referidas devem candidatar-se a estes apoios, através do preenchimento de um formulário que deve ser enviado, juntamente com os outros documentos solicitados, para o email redesocial.m.anadia@gmail.com ou entregue presencialmente no Serviço de Acção Social, situado no Centro Cultural de Anadia.

Além dos apoios monetários, o Município vai disponibilizar equipamentos informáticos e ligações de Internet ao agrupamento de Escolas de Anadia para utilização dos alunos, dos diferentes níveis de ensino, que não disponham destes meios.

Com esta medida, o Executivo pretende “proporcionar uma maior igualdade nas condições de acesso ao ensino à distância”.

A autarquia está, ainda, a fornecer refeições gratuitas aos alunos do pré-escolar e do 1.º ciclo, abrangidos pelos escalões A e B da acção social, durante o período das aulas não presenciais.

Outras medidas aprovadas pelo Executivo são o alargamento do prazo do pedido de comparticipação para aquisição de cadernos de actividades, correspondentes aos manuais escolares do 1.º ciclo e a isenção do pagamento de propinas aos alunos da Universidade Sénior da Curia, enquanto as aulas estiverem suspensas.

Todas estas medidas integram o programa “Anadia Estamos Junto s e Juntos Recuperaremos”, aprovado pelo Executivo, no passado dia 03 de Fevereiro.