Coimbra  29 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Município da Lousã cria Prémio Literário em memória de Carlos Carranca

5 de Agosto 2020 Jornal Campeão: Município da Lousã cria Prémio Literário em memória de Carlos Carranca

Carlos Carranca, figueirense de nascença mas lousanense de alma, falecido há cerca de um ano, vai ter o seu nome associado a um prémio literário, agora criado pela Câmara Municipal da Lousã.

O concurso servirá para homenagear o poeta e professor do ensino superior, autor de vários livros de poesia, biografia e investigação.

Carlos Alberto Carranca de Oliveira e Sousa nasceu na Figueira da Foz, em 1957, mas estava ligado por laços familiares e afectivos à Lousã, onde tinha casa e foi sepultado.

A decisão de criar este Prémio foi votada pelo Executivo municipal, na segunda-feira (03), e por unanimidade, dando assim “início ao procedimento de elaboração” do regulamento do prémio literário.

Especialista na obra literária de Miguel Torga, Carlos Carranca morreu em Lisboa, aos 61 anos, a 29 de Agosto de 2019, após internamentos diversos no Instituto Português de Oncologia (IPO) Francisco Gentil.

“A criação deste prémio tem como objectivo estimular e valorizar o desenvolvimento cultural, nomeadamente a produção literária, o gosto pela escrita e leitura e, simultaneamente, homenagear e perpetuar a memória do poeta”, segundo uma nota do Município.

Licenciado em História e doutorado em Língua e Cultura Portuguesa, Carlos Carranca era também ensaísta, declamador, animador cultural e cantor, especialmente intérprete e divulgador da música de Coimbra, tendo escrito a biografia do cantor Luiz Goes, seu amigo, uma das vozes que marcaram o panorama da intervenção cultural e política da cidade do Mondego, em meados do século XX.