Coimbra  14 de Junho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Mundial de Canoagem em Montemor está em risco por faltar parecer da APA

18 de Janeiro 2021 Jornal Campeão: Mundial de Canoagem em Montemor está em risco por faltar parecer da APA

O Mundial de Canoagem sub-23, marcado para Julho, no Centro de Alto Rendimento (CAR) de Montemor-o-Velho, está em risco devido ao “enorme atraso” de um parecer da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), disse à Lusa Vítor Félix, presidente federativo.

“Se a construção da torre de chegada não começar este mês, não estará pronta a tempo do evento, de 15 a 18 de Julho. Trata-se ‘apenas’ do maior evento internacional da nossa modalidade, que reúne dois escalões com 1 500 canoístas de 75 países”, explicou o presidente da Federação Portuguesa de Canoagem (FPC).

Em causa está o “enorme atraso de um parecer” da APA, “sobre a eventual necessidade de um estudo de impacto ambiental para a construção daquela infraestrutura essencial ao CAR”.

“Este pedido foi efectuado há vários anos, em 2017, pela autarquia à APA e, passados quatro anos, aina não obteve resposta”, lamentou.

Vítor Félix recordou que em 2018 a federação internacional “tolerou essa falha” na organização lusa, advertindo que não se irá repetir: “já sabemos não irá acontecer desta vez”.

“O financiamento, que habitualmente é a parte mais difícil, está garantido”, revelou, com participações em percentagens proporcionais por parte das federações utilizadoras do complexo, instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), autarquia e Fundação do Desporto.

A FPC “foi quem mais investiu no CAR, com 150 000 euros numa barreira de vento” no complexo que tem garantido a manutenção através da autarquia.

“Se a APA continuar a falhar, ser-nos-á retirada a organização do Mundial, o que seria uma vergonha para Portugal que nos últimos anos se tem afirmado como uma marca de qualidade na organização de eventos internacionais”, vincou.