Coimbra  16 de Junho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Mulher simula o próprio rapto e acaba arguida

21 de Dezembro 2016 Jornal Campeão: Mulher simula o próprio rapto e acaba arguida

Diligências levadas a cabo pelo Departamento de Investigação Criminal da Polícia Judiciária de Aveiro no sentido de esclarecer o presumível rapto de uma mulher culminaram com a mesma a ser constituída arguida.

A cidadã, com 24 anos, “simulou o crime num quadro de conflitualidade de uma relação amorosa existente, pretendendo imputar a autoria dos factos ao seu companheiro”, revela a PJ.

A Polícia deu sequência a um pedido de auxílio, recebido através do número de emergência, no contexto de um alegado rapto de uma mulher, que teria sido transportada da região de Lisboa para Viseu, ontem (20).

As diligências contaram com a colaboração da Guarda Nacional Republicana (GNR) e mobilizaram um elevado número de meios policiais nas localidades de Águeda, Albergaria-a-Velha e Oliveira de Frades, tendo culminado com a constituição de arguida da suposta raptada.

A pronta atuação policial permitiu a abordagem de todas as pessoas implicadas, bem como o esclarecimento dos contornos do caso, indo a investigação prosseguir.