Coimbra  25 de Fevereiro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Movimento Somos Coimbra propõe criação de provedor da mobilidade

22 de Fevereiro 2021 Jornal Campeão: Movimento Somos Coimbra propõe criação de provedor da mobilidade

O movimento Somos Coimbra propôs hoje ao Município de Coimbra a criação do provedor da mobilidade para a promoção e defesa de acessibilidades e mobilidade para todos os cidadãos, independentemente do modo de transporte utilizado.

“Criar esta figura é uma aposta na garantia de qualidade e transparência municipal no domínio da mobilidade e acessibilidades, com vista a melhorar o grau de satisfação dos direitos e interesses legítimos dos munícipes de Coimbra”, argumentou a vereadora Ana Bastos, na sessão de Câmara.

Salientando que “está cada vez mais consolidada a ideia de que a mobilidade é um serviço”, a autarca refere que, na última década se assistiu “ao surgimento de diversas alternativas de transporte e deslocação, com grande destaque para a mobilidade suave e micromobilidade, que competem pelo mesmo espaço e público”.

A eleita do movimento Somos Coimbra, que detém dois vereadores no Município, frisou que o concelho enfrenta “desafios relacionados com as zonas periféricas, onde as deslocações pendulares para o trabalho e escola dependem maioritariamente da disponibilidade do transporte público com rotas e horários adequados às necessidades da população”.

Segundo Ana Bastos, o provedor da mobilidade terá como missão a inclusão de todas pessoas com mobilidade reduzida, defendendo “os direitos e legítimos interesses destes cidadãos, contribuindo para a inclusão e coesão social no concelho de Coimbra”.

O provedor, de acordo com a proposta, “deverá atuar mediante a receção de mensagens eletrónicas ou consultas diretas, com participações, queixas, petições, sugestões remetidas pelos munícipes de Coimbra, sem prejuízo da iniciativa própria que lhe assiste”.

Será ainda responsável por dar voz às sugestões e reclamações apresentadas por cidadãos, “em resultado de acções ou omissões por parte de entidades públicas ou privadas, pelos contactos com os serviços responsáveis, apresentando recomendações ou soluções mitigadoras/corretivas para ultrapassar os problemas reportados”.

A proposta do movimento Somos Coimbra, apresentada no período antes da ordem do dia da reunião de Câmara de hoje, não mereceu qualquer comentário do Executivo socialista liderado por Manuel Machado.