Coimbra  12 de Abril de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Mostra de Doçaria Conventual e Contemporânea de Coimbra solidifica prestígio

12 de Março 2024 Jornal Campeão: Mostra de Doçaria Conventual e Contemporânea de Coimbra solidifica prestígio

O retorno da Mostra de Doçaria Conventual e Contemporânea de Coimbra aos espaços do Convento São Francisco foi marcado por uma co-organização entre o Município de Coimbra, a Associação de Doceiros de Coimbra (ADOC) e a Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra (EHTC), solidificando o carácter deste evento no panorama nacional. A décima terceira edição, que ocorreu no último fim-de-semana, não apenas atraiu um grande público, mas também se destacou pela diversidade e diferenciação das propostas artísticas e culturais, preenchendo várias salas do Convento São Francisco.

A próxima edição pretende continuar este diálogo estreito com os parceiros, mantendo o trabalho de salvaguarda, preservação, criação e mediação no âmbito do património alimentar doceiro, além de consolidar a programação artística em torno do património e da degustação.

Este ano, a Mostra expandiu-se para outros espaços do Convento São Francisco, aproveitando as diversas valências deste equipamento cultural. Isso conferiu ao evento uma amplitude única, destacando-se pela integração entre tradição e contemporaneidade num espaço patrimonial emblemático, que proporcionou uma oferta distintiva.

Durante o evento, os visitantes puderam explorar a diversidade das iguarias nos 47 expositores, participar em workshops e espectáculos culturais ao longo dos dois dias. A presença internacional de cidades como Salamanca, Santiago de Compostela e Alicante evidenciou a dinâmica e o volume de vendas, além de promover a doçaria e estabelecer conexões importantes no sector.

Os workshops temáticos, conduzidos por chefs renomeados, proporcionaram aos participantes a oportunidade de degustar doces harmonizados com bebidas, realçando a interacção e o conhecimento. Além disso, apresentações como a reconstrução da receita do manjar branco por Joana Barrios e a inovação apresentada pela Confraria do Arroz-Doce contribuíram para enriquecer a experiência dos visitantes.

Na esfera da programação artística, a Mostra renovou-se com momentos inéditos e de interacção entre públicos, agregando uma dimensão social e multidisciplinar à oferta cultural. Destacaram-se espectáculos como “Doces Proibidos” e “Comer com os Olhos”, que envolveram o público.

A próxima edição da Mostra de Doçaria Conventual e Contemporânea de Coimbra já está agendada para Março do próximo ano, prometendo continuar a valorizar o património doceiro, incentivar a inovação alimentar e proporcionar uma experiência cultural em parceria com a ADOC e a EHTC.