Coimbra  7 de Dezembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Morreu o cantor e compositor José Mário Branco

19 de Novembro 2019

Um dos maiores nomes da música portuguesa, José Mário Branco, morreu, hoje, aos 77 anos.

A notícia foi avançada pela agência Lusa, que recebeu confirmação do seu ‘manager’ Paulo Salgado.

O emblemático álbum “Mudam-se os Tempos, Mudam-se as Vontade”, de 1977, é um dos muitos pontos altos da sua carreira, que foi da música de intervenção à canção de Abril e ao Fado.

“Margem de Certa Maneira”, de1973; o duplo “Ser solidário”, em 1982; “A Noite”, de 1985; “Correspondências”, de 1990 e “Resistir é Vencer”, de 2004, são outros dos álbuns que compõem o seu percurso musical.

Em 2017, surpreendeu os fãs com um disco duplo, o “Inéditos 1967-1999”. Foi produtor de diversos outros artistas, entre os quais o fadista Camané.

José Mário Monteiro Guedes Branco nasceu no Porto em 1942 e estudou História nas universidades de Coimbra e do Porto, um curso que nunca terminaria. Chegou a ser militante do Partido Comunista Português (PCP), tendo a ditadura obrigado ao seu exílio em França, em 1963, voltando apenas em 1974, altura em que fundou o Grupo de Acção Cultural – Vozes na Luta!, com o qual gravou dois álbuns.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com