Coimbra  17 de Abril de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Montemor-o-Velho assinala os 130 anos do edifício dos Paços do Concelho

18 de Junho 2023 Jornal Campeão: Montemor-o-Velho assinala os 130 anos do edifício dos Paços do Concelho

O dia 17 de Junho de 1893 é uma data que marca a história do Município de Montemor-o-Velho. Foi neste dia, “nesta villa de Montemor-o-Velho, Paços do Concelho e sala das sessões da Câmara”, que às “12 horas do dia”, se reuniram “os vereadores Pessoa – Castro Guimaraens e Cantante Guardado – sob a presidencia do Illustrisimo Adrião Pereira Forjaz de Sampaio” para a primeira sessão de Câmara no novo edifício dos Paços do Concelho.

Para assinalar os 130 anos dos Paços do Concelho de Montemor-o-Velho, edifício que tem acompanhado a evolução do concelho e do país, o Município preparou uma mostra que, durante todo o mês e repartida por três espaços municipais – Paços do Concelho, Arquivo Municipal e Biblioteca Municipal Afonso Duarte (BMAD) -, revela alguma da história do edifício, como plantas e alçados e postais antigos, bem como desvenda algumas curiosidades sobre a mudança dos símbolos heráldicos que ocorreu nos últimos 130 anos.

A decisão de construir um novo edifício para os Paços do Concelho, de maiores dimensões e com capacidade para albergar os serviços da Câmara Municipal, mas também o tribunal, as finanças, a recebedoria e a conservatória, entre outros, foi tomada em 1887, era Presidente da Câmara o Dr. José Augusto de Almeida Ferreira Galvão, um dos principais impulsionadores da obra.

O autor do projecto foi o Engenheiro Chefe de Secção Estevam Eduardo de Parada Silva Leitão e a obra foi arrematada a 13 de Janeiro de 1889, por Francisco dos Reis Sapim, pedreiro, e António Fernandes, carpinteiro, que ficaram obrigados a realizar a obra num prazo de três anos.

Construído entre os anos de 1889 e 1892, o novo edifício ainda demorou a reunir as condições necessárias à sua utilização.

Em julho de 1893, a Câmara deliberou mandar construir um pequeno portão de ferro para a entrada do edifício e calcetar o passeio em frente ao mesmo. Em 1896, foi feito um gradeamento em ferro em frente à fachada principal do edifício.

A 21 de Agosto de 1897 instalaram-se as repartições da recebedoria do concelho e da conservatória da comarca, sendo que já só no século XX todas as repartições ficaram efetivamente instaladas e a funcionar no edifício dos Paços do Concelho.