Coimbra  20 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Miranda do Corvo: Unidade de Saúde reduz horário de funcionamento

12 de Dezembro 2018

A Unidade de Saúde Familiar Trilhos do Dueça, de Miranda do Corvo, passa a encerrar diariamente, às 17h45, por falta de médicos e enfermeiros, segundo anunciou aquela estrutura.

Na porta principal do edifício foi afixada uma informação que justifica a redução do horário das 20h00 para as 17h45 com a existência de “constrangimentos e falta de recursos humanos”.

“É uma situação a agravar o acesso aos cuidados de saúde da população, prejudicando as pessoas que trabalham e acediam a consultas e tratamentos depois das 18h00 e, agora, ficam privadas da acessibilidade a esses cuidados”, disse à Agência Lusa José Taborda, representante do Município no Conselho da Comunidade do Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Interior Norte (ACES PIN).

Esta já é a segunda redução de horário de funcionamento daquela unidade, após a reforma dos cuidados de saúde primários. Na altura, o horário de fecho era às 22h00, tendo mais tarde passado para as 20h00.

Actualmente, a Unidade de Saúde Familiar de Miranda do Corvo está a funcionar com metade dos seis profissionais do corpo clínico e, neste momento, o número de utentes sem médico de família na Unidade de Saúde Familiar Trilhos subiu para 4 800, num universo de 9 460.

A unidade já funcionava, desde o Verão, com menos duas médicas, após uma das clínicas se ter transferido para a Lousã e outra haver entrado em licença de maternidade, situação que se agravou no final de Novembro com a agressão a uma outra profissional.

O serviço de enfermagem também passa por dificuldades, com a falta de duas enfermeiras, uma de atestado médico de longa duração e outra por licença de maternidade, situação que agrava a dificuldade de acesso a cuidados de saúde programados e preventivos da população do concelho. mirandense.

Devido à falta de recursos humanos, a Assembleia Municipal de Miranda do Corvo aprovou, a 30 de Novembro, por unanimidade, uma moção a exigir a colocação de mais médicos e enfermeiros na Unidade de Saúde Familiar Trilhos do Dueça.

“Esta situação [de falta de meios] tem gerado nos utentes um clima de revolta e descontentamento, reflectindo-se no desempenho dos profissionais, descredibilizando o Serviço Nacional de Saúde (SNS)”, lê-se no documento, que foi apresentado por José Taborda.

A moção recomenda ao executivo camarário liderado por Miguel Baptista que, “de forma imediata e urgente, interceda junto da tutela, Administração Regional de Saúde do Centro e ACES PIN”.

Hoje, também a JSD de Miranda do Corvo veio “exigir condições” para o Centro de Saúde e considerou que a redução de horário é “um escândalo promovido pelos partidos de Esquerda e pela passividade do executivo municipal liderado por Miguel Baptista (PS)”.

“Basta pensarmos nos concelhos vizinhos da Lousã e de Condeixa, onde este tipo de casos não acontecem, pelo que é urgente uma posição de força capaz de defender a população do nosso concelho”, afirma a estrutura liderada por Nuno Lopes.

 

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com