Coimbra  27 de Setembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Miranda do Corvo: Parque Biológico e Templo Ecuménico registaram 355 mil entradas

13 de Setembro 2021 Jornal Campeão: Miranda do Corvo: Parque Biológico e Templo Ecuménico registaram 355 mil entradas

O Parque Biológico da Serra da Lousã e o Templo Ecuménico Universalista, localizados em Miranda do Corvo, atingiram, na semana passada, a marca dos 355 mil visitantes.

De acordo com o Conselho de Administração do Parque, contabilizaram-se 12 mil bilhetes vendidos em Agosto, o que corresponde a 400 entradas por dia, tendo o movimento de visitantes “um impacto positivo na Região, em muitos negócios de restauração, alojamento, artesanato”, entre outros.

A família Sebastião, contemplada a entrada 355 mil, veio de Torres Vedras para conhecer a maior amostra da fauna selvagem representativa das espécies existentes no país e recebeu um novo bilhete para voltarem a visitar o Parque Biológico e o Templo Ecuménico.

O Parque, o Templo e o Ecomuseu Espaço da Mente constituem o Trivium dedicado a promover os valores da liberdade, igualdade, fraternidade, tolerância e respeito pelos diferentes.

No Parque Biológico podem-se observar de perto espécies como o urso pardo, lince, lobo ibérico, veados, gamos, javalis, raposas e muitos mais do que existem naturalmente nas florestas de Portugal.

“No Templo Ecuménico pode-se viver uma experiência espiritual única no Mundo e respirar paz, tolerância e aprender um pouco mais sobre as principais religiões do mundo”, disse o Conselho de Administração, acrescentado que neste local há “uma vista absolutamente incrível para os concelhos limítrofes” (Coimbra, Lousã, Miranda do Corvo e Penela).

O Espaço da Mente, dentro do Parque Biológico, convida os visitantes a reflectir sobre a liberdade, a vida e a morte.

O complexo turístico temático inclui ainda o Restaurante Museu da Chanfana e o Hotel Parque Serra da Lousã, que se encontram abertos todos os dias do ano.

Pertencente à Fundação ADFP, uma instituição de solidariedade social, trata-se de um projecto turístico com objectivo de criar postos de trabalho para pessoas com deficiência e promover a biofilia e a paixão pela natureza.