Coimbra  26 de Novembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Miranda do Corvo: Faltam os descontos prometidos para as portagens da A13 e A13-1

4 de Setembro 2020 Jornal Campeão: Miranda do Corvo: Faltam os descontos prometidos para as portagens da A13 e A13-1

José Miguel Ferreira, líder da bancada do PSD na Assembleia Municipal de Miranda do Corvo, propôs e fez aprovar moção que pressiona o Governo a colocar em prática descontos prometidos para 01 de Julho nas portagens da A13 e A13-1, mas que nunca chegaram a ser concretizados.

Para o jovem advogado e gestor mirandense, é “inexplicável que, apesar do Pinhal Interior Norte ser uma das regiões mais pobres do país, com PIB per capita bastante inferior à média nacional, os troços da A13 que ligam a zona do Entroncamento a Coimbra ou Condeixa-a-Nova não tenham, ao longo dos últimos anos, merecido as mesmas bonificações que outros troços do Interior e do Algarve”.

“Em 2020, de forma insuficiente e com anos de atraso, veio o Governo apresentar um desconto para este troço de auto-estrada a partir de 01 de Julho”, destaca a moção social-democrata antes de recordar que, “infelizmente, aqui apenas se pretende aplicar desconto após o oitavo dia de passagens”.

José Miguel Ferreira destacou que “a injustiça já era evidente com a discrepância da redução a aplicar sem justificação económica ou sociológica para tal. O cenário, no entanto, piora significativamente com o incumprimento por parte do Governo de Portugal”.

“A verdade é que das promessas não se passou à prática. Por falta de iniciativa legislativa, ainda hoje parece não existir qualquer desconto para automóveis de passageiros nos troços citados” – acusou o líder da bancada social-democrata.

Para o PSD, “os troços da A13 que abraçam o concelho de Miranda do Corvo são fundamentais para a população. Acessos rápidos a Coimbra, Condeixa e Tomar são cruciais para o transporte individual e colectivo dos mirandenses para fins pessoais e profissionais”.

Considerou a Assembleia Municipal, por unanimidade, “benefícios que permitam a redução dos custos familiares dos mirandenses, ainda para mais em tempo da brutal crise económica e social derivados da pandemia covid-19, têm de nos mobilizar a todos”.

A Assembleia Municipal de Miranda do Corvo decidiu, assim, “não poder ignorar esta situação nem permitir que o assunto seja tratado com passividade. Por isso, e por unanimidade, condena a injustiça a que têm sido condenados os cidadãos mirandenses no assunto que aqui se menciona”.

Por fim, a moção apresentada por José Miguel Ferreira destacou que “os territórios do Pinhal Interior Norte e as populações não podem continuar a ser prejudicados, sendo afastados de descontos e bonificações à disposição de outras zonas territoriais, ainda para mais quando estas muitas vezes apresentam níveis de riqueza superiores”.

A moção aprovada será agora remetida, no imediato, ao gabinete do primeiro-ministro, Ministério das Infraestruturas, Ministério da Coesão Territorial, Secretarias de Estado competentes e Direcções de todos os grupos parlamentares com assento na Assembleia da República.