Coimbra  9 de Agosto de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Miranda do Corvo: Ex-ministros da Saúde visitam o Hospital Compaixão

13 de Fevereiro 2020 Jornal Campeão: Miranda do Corvo: Ex-ministros da Saúde visitam o Hospital Compaixão

O Hospital Compaixão, em Miranda do Corvo, que continua fechado a aguardar acordos com o Estado, recebe, hoje, a visita de dois ex-ministros da Saúde, Maria de Belém e Adalberto Campos Fernandes.

Para além dos antigos governantes socialistas a visita conta também com a presença de Paulo Duarte, presidente da Associação Nacional de Farmácias, e de Mário Pinto, assessor para a Saúde do Presidente da República.

Investimento de uma IPSS, a Fundação ADFP, o Hospital Compaixão “está instalado em Miranda do Corvo, um dos três concelhos mais pobres em PIB per capita da CIM de Coimbra e na região do Pinhal Interior”, refere a instituição, acrescentando que “pretende melhorar o acesso aos cuidados de saúde por uma população envelhecida, criar emprego para fixar jovens e contribuir para a coesão do território, uma das prioridades políticas anunciadas pelo Governo”.

Segundo a Fundação ADFP, presidida pelo médico Jaime Ramos, ambiciona-se “contratualizar camas de cuidados continuados de convalescença e de paliativos; acordo de cooperação para cirurgias e consultas de especialidades médicas para combater as listas de espera”.

“Os acordos de cooperação assentam no princípio de uma redução de 10 por cento nos custos para o Estado relativamente ao que paga na hospitalização privada e não percebemos porque a ARS não quer poupar e opta por desperdiçar 10 por cento”, refere.

“O Hospital terá atendimento permanente (urgências) no período nocturno quando os centros de saúde estão fechados”, realça Jaime Ramos, considerando “lamentável que por situações banais as pessoas do ‘hinterland’ de Coimbra tenham de recorrer às urgências do CHUC, já imensamente sobrecarregadas e com dificuldade de resposta”.

Acrescenta, ainda, que “não se percebe que a ARS continue a pagar nos privados do sector lucrativo exames e não queira fazê-lo numa instituição sem fins lucrativos, fora de Coimbra”, quando o Hospital Compaixão pode ter convenções para realização de exames complementares de diagnóstico de imagiologia (TAC, radiologia , mamografia , ecografia) gastro (colonoscopia, endoscopia) cardiologia (ecg, provas de esforço, ecocardiogramas), pneumologia, otorrino, oftalmologia, etc.