Coimbra  18 de Abril de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Miranda do Corvo apoia Santuário do Divino Senhor da Serra

21 de Julho 2023 Jornal Campeão: Miranda do Corvo apoia Santuário do Divino Senhor da Serra

A Câmara Municipal de Miranda do Corvo apoia a intervenção de limpeza conservação e restauro dos dois retábulos de talha dourada setecentistas do Santuário do Divino Senhor da Serra.

O Santuário do Senhor da Serra é palco de uma centenária peregrinação remontando a origem desta devoção ao século XVII, tendo-se mantido como uma das romarias mais importantes do centro do País até às aparições da Virgem Maria, em Fátima, no século XX.

O Santuário do Divino Senhor da Serra é uma igreja revivalista, inspirada em modelos medievais. No seu interior, destaca-se: azulejos com representações da vida de Cristo e vitrais; o retábulo principal inspirado no da Sé Velha de Coimbra e da autoria de António Augusto Gonçalves; os retábulos laterais provenientes da Igreja da Misericórdia de Coimbra; a pintura do tecto, obra do pintor Eliseu de Coimbra; o púlpito de pau-preto, originário da Sé Velha de Coimbra e datado do século XVII.

O Santuário, classificado como Monumento de Interesse Público, continua a ser alvo de devoção e romaria no mês de Agosto.

A Comissão Administrativa do Santuário do Divino Senhor da Serra, levou a cabo intervenções de limpeza conservação e restauro dos dois retábulos de talha dourada setecentistas e, a Câmara Municipal de Miranda do Corvo, face ao volume avultado do investimento, à especificidade dos trabalhos em causa e, à sua complexidade, deliberou apoiar esta intervenção com uma comparticipação de €8.000,00 (oito mil euros) face ao investimento total de 21.180,00 euros.

A preservação do património cultural imóvel, como é o caso do Santuário do Divino Senhor da Serra, é um direito, uma responsabilidade partilhada por toda a comunidade. Compete preservar, valorizar e usufruir do património cultural, que deve ser entendido como herança das gerações que nos precederam e que devemos entregar às gerações futuras.