Coimbra  24 de Novembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Mira tem um dos melhores professores do país

28 de Outubro 2020 Jornal Campeão: Mira tem um dos melhores professores do país

O Salão Nobre da Câmara Municipal de Mira foi o palco escolhido, esta quarta-feira (28), para a recepção a Hamilton Correia, um dos seis finalistas da 3.ª edição do Prémio “Global Teacher Prize Award Portugal”.

O encontro contou com a participação de Raul Almeida, presidente da Câmara Municipal; Afonso Reis, representante da Equipa Mentes Empreendedoras; Fernando Rovira, director do Agrupamento de Escolas de Mira; e do docente nomeado para o prémio que destaca os melhores professores do país.

A cerimónia final da competição acontece já esta sexta-feira (30), pelas 16h00, e em formato online. O vencedor – que receberá um prémio no valor de 30 000 euros e o acesso à fase mundial do concurso – será anunciado pela Comissária Europeia, Mariya Gabriel, da área da Inovação, Investigação, Cultura, Educação e Juventude.

Este ano, para além do vencedor, o concurso conta ainda com a menção honrosa “Sustentabilidade”, atribuída pela Fundação Galp, e a menção honrosa “Adaptação e Inovação do Ensino à distância”, atribuída pelas Mentes Empreendedoras.

As candidaturas dos professores – que resultam de recomendações da comunidade educativa e/ou autopropostos – foram sujeitas ao escrutínio do júri que avaliou as evidências das contribuições dos professores para a educação, alunos e a profissão docente.

O prémio visa “reconhecer a importância da profissão docente, promover a excelência no ensino, encontrar exemplos inspiradores para a educação em Portugal e identificar candidatos ao prémio internacional que possam inspirar a educação a nível mundial”.

Hamilton Correia é professor de Ciências na Escola Secundária/3.º ciclo Dr.ª Maria Cândida, onde lecciona turmas do 5.º e 6.º anos, num total de 70 alunos. É licenciado em Biologia pela Universidade de Coimbra e Mestre em Evolução Humana.

Ao longo dos anos conciliou o ensino com a investigação e sempre teve necessidade de compreender por que razão há alunos que aprendem muito facilmente e outros que estão desmotivados e não aprendem. Neste sentido, acredita que os alunos aprendem melhor e ficam mais motivados quando constroem o seu próprio conhecimento através da experiência. Com este desafio, a aula torna-se num autêntico laboratório cheio de vida, tornando os alunos mais criativos, inovadores e até empreendedores.