Coimbra  26 de Maio de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Mira: Candidaturas de 2,8 milhões de euros para água e saneamento

15 de Março 2019

A Câmara de Mira apresentou duas candidaturas a fundos comunitários para financiamento de projectos para expansão das redes de água de saneamento, num valor global de 2,8 milhões de euros, revelou hoje à Lusa o presidente do Município.

As duas candidaturas ao Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no uso de Recursos (POSEUR) são a primeira iniciativa no âmbito da empresa intermunicipal constituída em 2018 pelos municípios de Mira, Montemor-o-Velho e Soure, que aguarda visto do Tribunal de Contas.

“Uma vez que o programa Portugal 2020 só permite candidaturas que envolvam áreas territoriais de três ou mais concelhos foi necessário procurar parceiros, neste caso os municípios de Montemor e Soure, atingindo assim o número mínimo de 50 000 habitantes”, explica Raul Almeida.

Em Julho do ano passado, Mira uniu-se a Montemor-o-Velho e Soure na criação de uma empresa de abastecimento de água e tratamento de águas residuais, que servirá mais de 50 000 pessoas.

A Águas do Baixo Mondego e Gândara, EIM – Empresa Intermunicipal, S.A é uma empresa pública detida exclusivamente pelos três municípios em partes iguais.

A primeira das duas candidaturas submetidas por Mira ao POSEUR é um projecto de abastecimento de água num valor próximo de 1,5 milhões de euros.

“Tem como objectivo a melhoria da qualidade da água no concelho e engloba um conjunto de intervenções em instalações da rede pública pertencentes ao subsistema de Mira-Lagoa”, explica o autarca.

Além da melhoria das infraestruturas existentes através da sua requalificação, o Município mirense pretende construir uma Estação de Tratamento de Água e novos reservatórios que permitam ter uma maior capacidade de reserva de águas salvaguardando períodos de maior consumo.

A segunda candidatura é um projecto de saneamento de águas residuais que visa o fecho de sistemas, nomeadamente a ligação da rede de saneamento da Zona Industrial de Mira Polo I e Polo II, para encaminhamento dos efluentes para tratamento e destino final.

“Com este projecto será ainda possível ligar mais de 400 habitações nos lugares de Cabeças Verdes e Seixo num investimento superior a 1,3 milhões de euros”, explica o presidente da Câmara.