Coimbra  29 de Maio de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Mira avança com a construção de 22 moradias para arrendamento a custos acessíveis

13 de Agosto 2023 Jornal Campeão: Mira avança com a construção de 22 moradias para arrendamento a custos acessíveis

A Ministra da Habitação, Marina Gonçalves, esteve presente, hoje, na assinatura do acordo de colaboração entre o Município de Mira, a CIM Região de Coimbra e o IHRU, para a Construção de 22 moradias para habitação a custos acessíveis, na Urbanização Videira Norte, na Praia de Mira.

Esta cerimónia marca o início do Projecto para concretização do Parque Público de Habitação a Custos Acessíveis no concelho de Mira, com um valor de 4,6 milhões de euros, parte substancial do investimento total previsto de cerca de 10,75 milhões de euros, em 38 fogos, para este concelho.

Marina Gonçalves reconheceu que “temos hoje, a capacidade de assinar este acordo, porque houve vontade do Município de Mira e da CIM-RC, em fazer-nos chegar este projecto, para satisfazer a necessidade de dar resposta às famílias na questão da habitação”.

Na sua intervenção, o presidente da Câmara Municipal de Mira, Raul Almeida, exprimiu a vontade do Município em querer iniciar este processo o quanto antes. “Apresentámos este projecto ao IHRU e ao Ministério da Habitação, para podermos avançar com o loteamento que está parado há vários anos. Foi aprovado e temos agora condições para avançar.”

Raul Almeida reiterou o objectivo de construir 38 habitações para arrendamento acessível, num investimento global de cerca de 11 milhões de euros. Numa primeira fase vai contemplar 22 moradias T3 e T4, para depois ser alargado a mais dois blocos de apartamentos com 16 habitações.

“Cremos que ao melhorar o acesso à habitação será possível promover o desenvolvimento da nossa sociedade. O investimento feito para criar oportunidades no sector empresarial tem de ser complementado também com o parque habitacional”, concluiu o autarca mirense.

O Município de Mira apresenta-se, assim, também, como parte da solução, criando instrumentos de resposta para o desenvolvimento socioeconómico do território, tornando Mira mais atraente para investimentos empresariais e permitindo a fixação de famílias no Concelho.

Esta cooperação entre o Município, Comunidade Intermunicipal e IHRU, traduz um esforço colectivo, realizado a diversos níveis institucionais, para concretização de uma estratégia para aproveitamento dos fundos do PRR, num dos pilares fundamentais de qualquer sociedade, a existência de condições habitacionais para as famílias, a custos acessíveis. Implementa-se uma estratégia que promove a fixação de população e cria condições para que os jovens estruturem o seu futuro numa Região dinâmica e em crescimento.