Coimbra  22 de Maio de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Ministro do Ambiente apela à eficiência e redução de consumos

11 de Outubro 2023 Jornal Campeão: Ministro do Ambiente apela à eficiência e redução de consumos

Carlos Fonseca – director executivo do CoLAB ForestWISE

 

O ministro do Ambiente e da Acção Climática, Duarte Cordeiro, instou ontem (10) os cidadãos a adoptarem práticas mais eficientes e a reduzirem o consumo de recursos, integrando princípios de economia circular no seu dia-a-dia.

“É imperativo abandonar o padrão de extrair, consumir e descartar, e investir num modelo que regenere os recursos. É crucial incorporar princípios de economia circular nas nossas actividades, pois só assim preservamos recursos e valorizamos o território, garantindo as condições para a redução de emissões e sequestro de carbono”, declarou o governante na Figueira da Foz.

Estas palavras foram proferidas durante a apresentação do Projecto Integrado RN21, liderado pelo ForestWISE – Laboratório Colaborativo para a Gestão Integrada da Floresta e do Fogo, financiado pela componente 13 – Bioeconomia Sustentável do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Este projecto representa um marco ao reunir, pela primeira vez em Portugal, o sector da resina num consórcio focado na investigação e inovação, visando modernizar e revitalizar um dos sectores mais tradicionais da economia nacional, ao promover a resina natural enquanto produto “bio”.

O ministro do Ambiente e da Acção Climática sublinhou que, no processo de transição climática, “inovação e sustentabilidade constituem uma aliança vital para alcançar os nossos objectivos”.

De acordo com Duarte Cordeiro, este projecto desempenha um papel “decisivo” na redução do consumo de matérias-primas fósseis e prioriza a produção de produtos de base biológica com valor acrescentado.

O objectivo central do projecto é modernizar e revitalizar o sector tradicional da resina natural, valorizando-a como produto “bio” e promovendo a sua aplicação no mercado, para “aumentar indirectamente o valor económico que a floresta portuguesa pode gerar”.

Com um investimento superior a 26 milhões de euros e uma subvenção de 17,5 milhões de euros, o RN21 envolve 37 entidades, numa combinação de investimentos públicos e privados, e centra-se em três pilares: impulsionar a produção de resina natural nacional, fortalecer a sustentabilidade da indústria transformadora e destacar positivamente a resina natural e seus derivados.

O director executivo do CoLAB ForestWISE, Carlos Fonseca, sublinhou que este projecto representa “uma grande oportunidade para o sector da resina em Portugal, com projecção até Espanha, dado que será necessária uma abordagem ibérica”.

No final do projecto, em 2025, Carlos Fonseca espera que o consórcio de entidades envolvidas possa evoluir para um “cluster ou grupo de interesse com influência nas políticas públicas e na representatividade do sector, o que, actualmente, não é alcançado de forma tão abrangente”.