Coimbra  4 de Dezembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Ministra Ana Abrunhosa inaugurou exposição sobre coesão da União Europeia em Tábua

15 de Setembro 2020 Jornal Campeão: Ministra Ana Abrunhosa inaugurou exposição sobre coesão da União Europeia em Tábua

A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, inaugurou, esta terça-feira (15), a exposição “Política de Coesão da União Europeia” do Centro de Informação Europe Direct Região de Coimbra, em Tábua.

Este projecto, realizado em parceria com o Europe Direct da Região de Aveiro, no âmbito do programa “O Futuro da Política de Coesão na Região Centro”, financiado pela Direcção-Geral da Política Regional e Urbana e União Europeia, pretende dar maior notoriedade e visibilidade aos apoios da União Europeia ao nível regional.

“A política de coesão está patente aqui em todos os projectos e, como a política de coesão usa fundos públicos dos impostos dos europeus, é muito importante que também prestemos conta dos projectos que apoiamos e que os cidadãos tenham consciência de que muito do que é o seu dia-a-dia, dos benefícios destes projectos, resultam precisamente da visão estratégica que nós como UE temos”, afirmou Ana Abrunhosa, destacando que, “na maioria das vezes, os territórios individualmente beneficiam mais do que aquilo que é a fatia de cada concelho e estes projectos que estão nesta exposição são exemplo disso. É enquanto região que temos de trabalhar e isso de facto é a coesão”.

A exposição é composta por duas partes: a primeira é a explicação sobre o que é Política de Coesão e os seus fundos, utilizando uma linguagem simples e acessível e a segunda parte tem exemplos práticos de projetos aprovados no âmbito do Portugal 2020, nos três fundos da coesão – Fundo Social Europeu, Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e Fundo da Coesão.

Nas próximas semanas, a exposição, irá estar patente nos vários municípios da Região Centro.

“Esta CIM tem sido uma referência a nível nacional. Olhámos com receio, no início, para o facto de ser uma comunidade intermunicipal heterogénea, grande, mas os autarcas souberam fazer união na diversidade. E isso é coesão, é respeitarmos as especificidades dos territórios, saber adaptar as medidas nacionais às realidades dos territórios”, concluiu a governante.

Do programa “O Futuro da Política de Coesão na Região Centro”, faz, ainda, parte um grande debate em torno do futuro, dos benefícios e do valor acrescentado da Política de Coesão para os Cidadãos, intitulado “O Futuro da Política de Coesão na Região Centro” organizado em parceria com a CCDRC e os Europe Directs, agendado para o início do mês de Outubro em regime online.