Coimbra  19 de Setembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Milhares invadem Figueira da Foz para a 8.ª edição do Somnii

5 de Julho 2019

A oitava edição do festival RFM Somnii – O maior sunset de sempre começa hoje, na praia do Relógio, na Figueira da Foz, estende-se este ano a toda a cidade e volta a trazer milhares de pessoas.

São sete palcos, 34 artistas e 84 actuações em três dias repletos de música, sol e muita animação, desde o areal da praia até às discotecas e ao Casino da Figueira da Foz.

A organização espera “a maior assistência de sempre”, com mais de nove horas diárias de música electrónica e, em estreia, hip-hop e reggaeton.

Até domingo (07), são esperadas mais de 100 000 pessoas, até porque “as vendas de bilhetes nos últimos dias têm sido muito grandes, mais do dobro do ano passado”, disse à agência Lusa Marco Azevedo, da Sociedade Lusa de Espectáculos, empresa do grupo Braver, promotora do Somnii.

Esta é a oitava edição do Somnii e a sétima consecutiva na Figueira da Foz, que pela primeira vez apresenta dois palcos: o principal no local habitual (o topo Norte do recinto instalado à beira-mar, entre a praia do Relógio e o molhe Norte do porto da Figueira da Foz) e o secundário, dedicado maioritariamente a projectos nacionais de hip-hop, no topo Sul, junto àquela infraestrutura portuária, virado para o palco principal.

Hoje, os cabeças de cartaz do Somnii são o DJ e produtor holandês Afrojack previsto para as 17h30), número 08 do top 100 da DJ Mag e um ‘gigante’ de 2,08 metros, e o sueco Alesso, 27 anos (cumpre 28 no domingo), especializado em house progressivo (às 21h30).

“É a segunda vez que Alesso celebra o seu aniversário connosco”, notou Marco Azevedo, recordando a passagem do DJ sueco pelo Somnii há cinco anos, em 2014, que o próprio assinalou como uma das suas melhores actuações de sempre.

Este primeiro dia conta, ainda, com Olga Ryazanova, Vigel, Fedde le Grand, Radical Redemption e, a fechar a noite, os DJ’s residentes Rich & Mendes.

Amanhã (06), os destaques vão para DJ Snake (às 22h00), o francês que junta a música electrónica de dança ao hip-hop (e que também regressa à Figueira da Foz onde actuou em 2016), e Ozuna (pelas 18h20), o porto-riquenho estrela de reggaeton que se apresenta em palco com 12 bailarinas.

Também sobem ao palco Blaster Jaxx (23:20), holandeses que foram uma confirmação de última hora do Somnii, e Redfoo (17h00), o cantor, dançarino, rapper e DJ californiano, mais conhecido por ser uma das ‘metades’ dos LMFAO, dupla autora de hits como “Party Rock Anthem” e “Sexy and I Know It”.

No domingo (07), último dia do Somnii, os pontos altos vão para as actuações, às 22h00, do holandês Don Diablo, 7.º melhor DJ do mundo no top da DJ Mag. Imediatamente antes, às 20h50, sobe ao palco principal do festival o ‘rapper’ norte-americano Tyga, num cartaz de encerramento que inclui ainda Third Party, Jonas Blue, James Hype, Lost Kings e Lvndscape.

O palco secundário terá uma curadoria diferente em cada um dos três dias e espectáculos agendados ao longo da tarde: hoje, entre as 15h00 e as 19h00, o alinhamento está a cargo da maior plataforma nacional de hip-hop: Rimas e Batidas e conta com Geeks Are, Spliff, Valas e Dealema. No sábado, a curadoria é de DJ Cruzfader (Orelha Negra, Dynamic Duo e Coldfinger) e o alinhamento, para além do próprio, inclui, DJ Neslley, DJ Fifty, Domi, Sippinpurpp, Stik Up, Waze e Phoenix RDC.

No último dia, a promotora de eventos ‘Swag On’ leva ao palco secundário do Somnii Hype Myke, Rusty e Double Cheese, para além de Piruka, o rapper considerado o campeão do’ youtube’ nacional.

Organização garante segurança reforçada

Durante os dias do festival, a organização em parceria com a Autoridade Marítima Nacional e a Polícia Marítima garantem segurança reforçada numa edição que se estende para além do areal.

Para a zona da praia e adjacentes e no mar, o plano de segurança é aquele que se tem vindo a repetir, embora com actualizações, desde que o Somnii se realizou pela primeira vez, em 2013, até porque “tem funcionado na perfeição”.

“Num evento com esta dimensão, os maiores problemas com que o posto médico avançado se tem confrontado é o excesso de álcool e escoriações. Muito pontualmente, há outras complicações, mas são resolvidas sem problemas de maior”, afirmou a Autoridade Marítima.

O dispositivo da Polícia será reforçado durante o evento e terá no total 18 operacionais, que contam, no areal, com elementos da Divisão Policial da PSP da Figueira da Foz no controle de entradas no recinto, parceria que começou em 2017 e se mantém.

A Autoridade Marítima disponibiliza, ainda, vigilância motorizada na praia, uma moto de água “com tripulantes salva-vidas” no mar e dois postos de nadadores-salvadores “exclusivos do festival”.

Existe, também, uma zona de exclusão aérea aplicada num raio de 1 000 metros em redor do recinto e até uma altitude de cerca de 2 000 pés (cerca de 700 metros), por questões de segurança, restrição que visa avionetas com mangas publicitárias, ‘parapentes’ com motor ou ‘drones’ operados por particulares, estando apenas autorizados dois destes últimos aparelhos, um da organização e outro de uma estação de televisão patrocinadora do evento.

Já o molhe Norte do porto comercial está, por estes dias, vedado à pesca lúdica e à circulação de turistas e veraneantes, dado ser a via de acesso primordial ao topo Sul do recinto da praia do Relógio, quer para veículos ligados à montagem das infraestruturas do evento, quer como corredor de emergência durante os três dias do Somnii.

De acordo com a informação disponibilizada à Lusa pela autarquia, o Plano de Prevenção e Emergência prevê que o posto médico avançado da Cruz Vermelha Portuguesa tenha dois médicos, quatro enfermeiros, quatro tripulantes de ambulância de socorro e um psicólogo “no mínimo e em permanência”, embora estes números, de acordo com a fonte camarária, habitualmente dupliquem, através de socorristas voluntários.

O posto médico funcionará em articulação com o Hospital Distrital da Figueira da Foz.

Mastiksoul cancela por “razões alheias à organização”

A organização do festival anunciou, hoje, o cancelamento da actuação do DJ e produtor Mastiksoul no festival, “por razões alheias à empresa promotora do evento”.

A Sociedade Lusa de Espectáculos (SLE), empresa do grupo Braver, promotora do Somnii, informa que “por razões alheias a si mesma, não encontrou reunidas as condições para a apresentação e realização do espectáculo do artista Mastiksoul”.

Mastiksoul chegou a ser anunciado como um dos artistas previstos para actuar amanhã, no palco principal do recinto.

 

Foto: organização

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com