Coimbra  4 de Julho de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Mel e castanha são os protagonistas do fim-de-semana na Lousã

16 de Novembro 2016 Jornal Campeão: Mel e castanha são os protagonistas do fim-de-semana na Lousã

Chegado o tempo mais frio as castanhas e o mel voltam a atrair muitos visitantes a um dos certames de referência no concelho da Lousã, já este fim-de-semana (entre sexta-feira e domingo).

A Feira do Mel e da Castanha está de volta e além de se poder conhecer melhor estes dois produtos característicos da região, também se poderá apreciar a boa gastronomia, o artesanato e um programa de animação para todos os gostos.

Na apresentação oficial, Luís Antunes, presidente da autarquia lousanense, referiu-se ao certame como “a maior feira do mel e da castanha do país com o melhor mel do mundo”, incentivando os portugueses e os turistas a visitar o concelho nas suas várias vertentes, aproveitando o que de melhor a Lousã e o seu território têm para oferecer.

A Feira decorre no Parque Municipal de Exposições e vai contar com a presença de cerca de 140 expositores, desde apicultores, produtores e artistas do concelho, bem como instituições e associações da Lousã.

Pedro Machado, da Turismo Centro de Portugal, destacou o apoio da entidade ao certame, que é “a mais antiga e consolidada feira na fileira do mel, do queijo e da castanha” e que permite “apoiar produtores e produtos endógenos” e ajudar “na promoção de um destino turístico, com a componente da actividade económica que significa ocupação e criação de riqueza”.

O responsável pela promoção do turismo na região Centro alertou, ainda, para o facto de a atracção turística estar “localizada particularmente no litoral”, sendo necessário “atrair para outras zonas, para que a procura seja distribuída por todo o território”. “A Lousã é um exemplo da dinâmica e da visão da acessibilidade e de promoção do território”, classificou Pedro Machado.

António de Carvalho, presidente da Lousamel, lamentou o facto da produção deste produto com Denominação de Origem Protegida (DOP) ter baixado significativamente este ano, “entre cerca de 60 a 70 por cento comparativamente ao ano passado”, já que “com 1900 colmeias conseguiu-se apenas 11 toneladas de mel”, assegurando, no entanto, que a qualidade se mantém.

A abertura oficial da feira decorre sexta-feira (18), às 18h00, sendo presidida pelo secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Amândio Torres, que é também presidente da Assembleia Municipal da Lousã.

A animação começa com um espectáculo da Banda Ponto & Vírgula, que celebra 15 anos de carreira.

No sábado (19), a Lousã será divulgada em todo o mundo através do programa “Aqui Portugal”, da RTP, que será transmitido em directo do Parque de Exposições, entre as 14h30 e as 20h00. À noite, pelas 22h00, sobe ao palco Olavo Bilac e no domingo (20) realiza-se um seminário promovido pela Federação Nacional dos Apicultores e pela Lousãmel; um festival de folclore; um concurso de mel DOP Serra da Lousã; um magusto tradicional (17h15) e a apresentação pública do “bombom oficial” da Feira do Mel e da Castanha (15h00).

Luís Antunes destaca, por isso, que “estão reunidas as condições para que esta edição seja um sucesso, com momentos importantes de afirmação dos produtos regionais, especialmente da castanha e do mel, mas também de promoção do território e do concelho, que se pretende afirmar a nível turístico”, salientou o édil.

O evento, organizado pela autarquia, conta com o apoio de várias entidades, nomeadamente da Lousãmel, do Turismo Centro de Portugal e das Aldeias do Xisto.

 

Diana Baptista