Coimbra  12 de Junho de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Mealhada é ponto de encontro com a cultura, gastronomia e artesanato

9 de Junho 2024 Jornal Campeão: Mealhada é ponto de encontro com a cultura, gastronomia e artesanato

Artesanato, espectáculos culturais e gastronomia são as três vertentes principais de mais uma edição da Feira de Artesanato e Gastronomia da Mealhada que teve início no sábado e decorre até dia 16.

Este certame ocupa toda a área central da cidade da Mealhada e convida ao encontro das pessoas com as associações, com a cidade, com o saber fazer de “mãos mágicas”, referiu António Jorge Franco, presidente da Câmara Municipal da Mealhada, na cerimónia de inauguração.

Está dado o mote para que os nove dias de Feira de Artesanato e Gastronomia da Mealhada sejam de festa. Com muitos espectáculos, gastronomia e artesanato a ocuparem toda a zona central da Mealhada, apostando “numa proximidade com a população, com os comerciantes, entre expositores e públicos, diversão, gastronomia, o turismo e, sobretudo, com a criação de um ponto de encontro para as nossas gentes, trazendo vida ao centro urbano”, afirmou António Jorge Franco.

“A proximidade que defendemos – não só nesta feira mas no dia-a-dia da nossa actuação – permite uma administração mais eficiente, responsiva e adaptada às necessidades específicas de cada pedaço deste concelho”, sublinhou o autarca, afirmando querer reforçar a capacidade de responder às necessidades da população.

Com o artesanato apontado como a “grande chancela desta feira”, fruto da parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional, estão presentes 70 artesão que “mostram o resultado de mãos mágicas de Norte a Sul do país”, das esculturas em papel às rendas de filé, da joalharia de autor ao trabalho em couro, afirmou o autarca, destacando a parceria com o Cearte, que traz a formação até à Mealhada, mas também a gastronomia e a cultura.

Com três palcos, esta edição guarda para as noites principais os espetáculos de âmbito nacional, com actuações de artistas tão distintos como Marisa Liz, Dino D’Santiago, CRUA, Tertúlia dos 40, Sons do Minho e José Cid. Há ainda espaço para um festival de folclore e um festival de samba, com as coletividades concelhias e muitas atuações de música e dança, de grupos e associações concelhias.

As tasquinhas mostram o melhor da cozinha tradicional, com as colectividades a apresentarem os pratos típicos da região. E não falta o espaço 4 Maravilhas da Mesa da Mealhada: água, pão, vinho e leitão.

Também Helena Teodósio, vice-presidente da CIM – Região de Coimbra, sublinhou o “ponto de encontro imperdível para todos os que apreciam a riqueza de cultura e de património”, apontando o Município da Mealhada como “farol de excelência culinária, destacando-se o vinho e o leitão”. “Esta feira é uma oportunidade única de promoção e reconhecimento dos sectores de restauração, turismo, artesanato, associações e colectividades”. “É um catalisador para o comércio, fortalece a economia local e atrai visitantes”, afirmou.

O certame conta com os espectáculos gratuitos, mas tem também uma programação paralela de actividades tão díspares como oficinas, aulas de música, dinamização de espaço Juventude Zona 231 ou a tertúlia Aberta – A Integração dos Jovens no Mercado de Trabalho, com oradores profissionais de recursos humanos e de multinacionais.

PROGRAMA

9 Junho

08h30 – Passeio Pelo Concelho em 2 Rodas

15h30 – Meia Lua – Escola de Artes (Palco Jardim)

17h00 – Filarmónica Pampilhosense (arruada)

19h00 – DWH – Dance With Heart (Palco Jardim)

19h30 – Lost Slipper (Palco Coreto 25 de Abril)

21h00 – Coro da Oficina de Música (Palco Jardim)

22h30 – Dino d’Santiago (Palco Choupal)

10 Junho

10h00 – 3 Milhas da Mealhada

15h30 – Festival de Folclore (Palco Jardim)

19h30 – DJ Bráulio (Palco Coreto 25 de Abril)

22h30 – CRUA (Palco 2)

11 Junho

19h00 – Sons do Mondego (Arruada)

19h30 – Filipe Chiolo (Palco Coreto 25 de Abril)

21h30 – Cinema | Filme “As armas e o Povo” (Palco Jardim) comentado pelo Prof. Abílio Hernández

Área Artesanato Cearte

Vitrinismo – espaços de exposição de artesanato em feiras e certames (25 horas)

Horário: 11h -12h30 | 15h -20h00

Destinatários: Artesãos da feira

15h00 – 17h30 Oficina do barro, dinamizado por João Ferreira (Ceramista e formador do CEARTE) – Destinatários: Jovens das escolas

18h – 20h00 Workshop de olaria, dinamizado por João Ferreira (Ceramista e formador do CEARTE) – Destinatários: Público em geral

12 Junho

19h00 – Os Carriços (Arruada)

18h30 – Tertúlia Aberta – A Integração dos Jovens no Mercado de Trabalho. Pedro Castela Consulting, Bruno Estêvão, Maria Ramos, Bruno Cordeiro, moderação Ana Mannarino.

19h30 – Tuna da Universidade Sénior CADES (Palco Coreto 25 de Abril)

21h30 – Teatro “Esta Palavra Liberdade” (Palco Jardim)

22h30 – ElectriK Band (Palco Coreto 25 de Abril)

13 Junho

19h30 – Synapse (Palco Coreto 25 de Abril)

20h30 – DJ Maçãs (Palco Coreto 25 de Abril)

21h30 – Ricardo Pimenta – ilusionista (Palco Jardim)

22h30 – Stand-Up “Tertúlia dos 40” (Palco Jardim) com João Ricardo Pateiro, Carlos Daniel e Filipe Fonseca

14 Junho

19h00 – Gaiteiro Popular “Os Katembas” (Arruada)

21h30 – Concerto acústico a solo com João Nuno Teixeira (Palco Coreto 25 de Abril)

21h00 – Ús Sai de Gatas (Palco Jardim)

22h30 – Sons do Minho (Palco Choupal)

Área Artesanato Cearte

15h – 17h30 Pintura de Azulejo, dinamizado por Rosário Pereira (Pintora Decoradora e formadora do CEARTE) – Destinatários: Jovens das escolas

18h – 20h00 Técnica de estampilha, dinamizado por Rosário Pereira (Pintora Decoradora e formadora do CEARTE) – Destinatários: Público em geral

15 Junho

17h00 – Grupo de Bombos “Só Pedra” (Arruada)

18h30 – CoimBrass (Palco Jardim)

21h15 – Fado D’Anto (Palco Coreto 25 de Abril)

22h30 – José Cid (Palco Choupal)

16 Junho

09h00 – Caminhada “Todos por Todos”

16h00 – Festival de Samba (Palco Jardim)

GRES Batuque

GRES Real Imperatriz

GRES Amigos da Tijuca

Escola de Samba Sócios da Mangueira

19h30 – Show Xandinho (Palco Jardim)