Coimbra  22 de Setembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Mais 49 auxiliares de acção educativa reforçam escolas de Coimbra

31 de Agosto 2021 Jornal Campeão: Mais 49 auxiliares de acção educativa reforçam escolas de Coimbra

As escolas da rede pública do concelho de Coimbra vão contar, neste ano lectivo que está prestes a começar, com mais 49 auxiliares de acção educativa.

Os contratos de trabalho, por tempo indeterminado, foram assinados esta terça-feira, dia 31, na antiga igreja do Convento São Francisco, numa cerimónia em que o presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado, destacou a importante missão que estes auxiliares terão na vida das crianças e jovens.

“Queremos que a abertura do ano lectivo corra bem e, para tal, é indispensável o vosso contributo em cada escola. A escola é, para além do edifício, os professores, os auxiliares e os alunos. Portanto, a missão de cada um de vós é de cooperar neste grande desafio”, disse, dirigindo-se a todas as pessoas que se preparavam para assinar o contrato.

Manuel Machado explicou que este “não é um trabalho simples” e sublinhou que “é importante ter paciência, disponibilidade para ajudar e carinho para partilhar”. O autarca sensibilizou ainda para o facto de nem todos os alunos terem “condições familiares suficientemente estáveis”, sendo por isso “o sentimento de segurança de cada uma das crianças muito importante”.

As escolas de Coimbra vão contar assim com uma equipa de profissionais reforçada neste arranque do ano. Nesta sessão foram assinados 49 contratos, havendo ainda sete vagas por preencher, devido à desistência dos candidatos, o que sucederá entretanto.

Recorde-se que desde que a autarquia assumiu as competências na área da educação, a 1 de Janeiro deste ano, tinha contratado já 25 auxiliares, nomeadamente 17 em Abril e oito em Junho. Com estes novos contratos – e com os sete que serão, entretanto, firmados – este reforço nas escolas chegará aos 81 auxiliares, número que corresponde às necessidades que, segundo o Município, são sentidas nesta área.

A autarquia explica que este “é um reforço necessário para cumprir com os rácios e os normativos legais actualmente em vigor, dando resposta às necessidades manifestadas pelos agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas do Município de Coimbra”.

Estes novos funcionários municipais vão ser distribuídos pelos agrupamentos de escolas, prestando serviços em estabelecimentos do pré-escolar ao 12.º ano.

De referir que, nesta sessão, foram ainda assinados mais dois contratos que não integram a área da educação, um para contratação de um engenheiro florestal e outro para contratação de uma pessoa para fiscalização de segurança de obra.