Coimbra  28 de Outubro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Luso: Federação de Damas assinalou 40 anos e homenageou Vaz Vieira

21 de Setembro 2020 Jornal Campeão: Luso: Federação de Damas assinalou 40 anos e homenageou Vaz Vieira

Vaz Vieira, Isabel Baltasar e Arlindo Roda

A Federação Portuguesa de Damas comemorou o 40.º aniversário, ontem (domingo), no Inatel do Luso, e homenageou o grande mestre internacional Vaz Vieira, de Coimbra, que tem o maior palmarés na modalidade.

“Este é um tributo a um grande mestre, que ganhou tudo e é um exemplo vivo para os mais novos”, declarou o presidente da Federação Portuguesa de Damas (FPD), Arlindo Roda, com Vaz Vieira a agradecer e a defender que o Instituto do Desporto ajude a modalidade com o reconhecimento das Damas como prática desportiva nas escolas”.

Com 76 anos, Vaz Vieira, que foi professor de Matemática na Escola Jaime Cortesão, em Coimbra, já conquistou muitos títulos e triunfou mais de 80 vezes em opens nacionais da Federação Portuguesa de Damas, assim como venceu provas da Federação Internacional de Damas.

A sessão de aniversário inclui um colóquio com Isabel Baltasar, coordenadora do Plano Nacional de Ética do Desporto, que abordou a campanha “Move-te por Valores” e subordinou a intervenção ao tema “Descobre o melhor que há em ti”.

Isabel Baltasar, perante a presença de vários jovens praticantes de Damas, observou que este jogo, praticado em silêncio e a pensar, tornava-os mais disciplinados e concentrados, na escola e em casa. Assinalou, igualmente, que as Damas proporcionam um “encontro de gerações”, com jovens, pais e avós a jogarem.

Em tempo de pandemia, a Federação Portuguesa da modalidade, aplicando todas as medidas em vigor, conseguiu realizar o 40.º Campeonato Nacional Individual de Damas Clássicas (lentas), que teve Filipe Paiva como árbitro principal, Rui Silva e Vaz Vieira na comissão técnica e Arlindo Roda (presidente da FPD) como director da prova.

O campeão nacional de 2020 é grande mestre José Carlos Anjos, de Vila Nova de Gaia, que em 2019 conquistou o título de rápidas, tendo Camilo Silva e António Figueiredo ficado em segundo e terceiro, respectivamente.

No Campeonato Nacional de Jovens de Damas Clássicas 2020, em individuais, subiram ao pódio Eduardo Carvalho (1.º), Daniel Cunha (2.º) e Afonso Sardinha (3.º), todos da Lousã.

Nos escalões etários os primeiros classificados foram, em juniores, João Francisco e Francisco Henriques, da Lousã; em juvenis, Eduardo Carvalho e Afonso Sardinha, também da Lousã; e, em iniciados, Daniel Cunha e Gabriel Grilo, da Lousã e de Coimbra, respectivamente.

Em tempo de covid-19, esta era a única data em que a Federação Portuguesa de Damas conseguia realizar o Campeonato Nacional (e decorreu em dois fins-de-semana) e naturalmente que os praticantes de todo o país se retraíram, incluindo os jovens, até, também, pelo início do ano escolar.

O destaque vai para a participação do Louzandamas-Activar, que conquistou o tri no Campeonato Nacional de Jovens de Damas Clássicas, assim como venceu nos vários escalões etários.

 

 

Damas Campeões

Camilo Silva, José Carlos Anjos, António Figueiredo (em cima), Daniel Cunha, Eduardo Carvalho e Afonso Sardinha