Coimbra  27 de Novembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Lousã reconhece 25 anos da Associação Filarmónica Serpinense

3 de Novembro 2020 Jornal Campeão: Lousã reconhece 25 anos da Associação Filarmónica Serpinense

O Executivo municipal aprovou, esta segunda-feira (02), por unanimidade, um voto de reconhecimento à Associação Filarmónica Serpinense, pelos seus 25 anos de existência.

Fundada a 04 de Outubro de 1995 por José Rodrigues Caetano, já falecido, começou por denominar-se Escola de Música Juventude Serpinense. Em 1999 os seus estatutos foram alterados, passando então a denominar-se Associação Filarmónica Serpinense.

Ao longo destes 25 anos de existência, a Associação realizou e participou em encontros de bandas, concertos, festas religiosas e manifestações culturais, de que podemos destacar a sua mais recente participação nos concertos do advento, em Dezembro, desde o seu início.

Neste momento conta com 32 elementos activos, sendo a Banda mais jovem do distrito de Coimbra. Por esta banda, ao longo destes anos, já passaram quase uma centena de elementos.

Tem participado com regularidade nas comemorações do 25 de Abril e do 05 de Outubro, organizadas pela Câmara Municipal, bem como no Dia da Freguesia de Serpins, sendo também em Outubro que realiza cerimónia comemorativa do seu aniversário.

Ao longo dos anos tem existido, por parte das direcções, a preocupação constante do ensino da música aos jovens, associados e população em geral, tendo para isso em funcionamento uma Escola de Música frequentada por muitos jovens, os quais se espera que venham dar o seu contributo a esta Associação. Existe ainda uma Banda Juvenil que serve de transição entre a Escola de Música e a Banda.

Como prova do reconhecimento da Autarquia ao seu trabalho em prol do concelho e da Freguesia, mas também da formação musical, em 2012, foi distinguida com o Prémio LAUSUS, na categoria Prémio Nuno Santos, Artes Performativas.

“De referir que o voto ontem aprovado é a todos os que, de forma directa ou indirecta, têm contribuíram para a valorização desta Instituição”, referiu o Município da Lousã.