Coimbra  19 de Setembro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Lousã: Orçamento de 16 milhões de euros aposta na coesão social

18 de Dezembro 2017

O montante do orçamento do Município da Lousã para 2018 é de 16,1 milhões de euros, com destaque para a coesão social e as pessoas, áreas em que serão gastos 5,6 milhões de euros, segundo anunciou hoje a autarquia.

Com o valor de 16 185 440 de euros, o orçamento regista “um aumento, em relação a 2017, de 2,3 milhões de euros (17 por cento), que se deve especialmente ao montante de candidaturas aprovadas no âmbito do Portugal 2020 e do Programa Valorizar, que significam 3,9 milhões de euros e que terão execução no próximo ano”, refere a Câmara Municipal, a que preside Luís Antunes.

“Os documentos aprovados são reveladores da estabilidade financeira da autarquia e da prioridade assumida de investimento nas pessoas, bem como a ambição de, passo a passo, de forma estruturada, construir um concelho cada vez mais inclusivo, competitivo e atrativo”, afirma o autarca do PS.

Aprovados pelo Executivo, no dia 20 de Novembro, com uma abstenção do único vereador do PSD, o orçamento e as grandes opções do plano (GOP) foram ratificados também pela Assembleia Municipal, no dia 29, com votos favoráveis do PS e da CDU e abstenções do PSD e do Bloco de Esquerda.

“O exercício de 2018 irá caracterizar-se por diferentes desafios, nomeadamente com um novo paradigma da gestão autárquica, com o reforço de competências sociais nas áreas da educação e ação social, águas, saneamento e resíduos e também a conservação de estruturas existentes que levam a que seja necessária uma nova visão e actuação na gestão autárquica”, adianta a autarquia.

O orçamento “suporta um forte investimento público em eixos e medidas estruturantes para o desenvolvimento do concelho, nomeadamente as intervenções no âmbito do Plano de Acção para a Regeneração Urbana (PARU)”, que inclui a reabilitação e requalificação de edifícios e espaços municipais, como o Cine-Teatro, e ainda intervenções no âmbito do Programa Valorizar, “para a melhoria da acessibilidade em diversos equipamentos públicos”, a modernização da zona da piscina da Senhora da Piedade, a criação de um circuito pedonal entre este equipamento e o Cabo do Soito e a instalação de rede ‘wi-fi’ em diversos pontos do concelho.

“De realçar que 27 por cento deste orçamento se destina a investimento, sendo os previstos reveladores do trabalho desenvolvido e do posicionamento da Câmara Municipal no actual quadro comunitário”, segundo a autarquia.

O orçamento para 2018 “mantém o investimento nas pessoas, assumindo os projectos uma especial atenção às questões sociais, sendo cerca de 1,1 milhão de euros destinados a despesas eminentemente sociais, como a acção social escolar, as refeições e transportes escolares, o apoio a instituições e o apoio a famílias em situação de vulnerabilidade económica e social”.

Também as funções económicas “assumem uma importância acrescida, com cerca de 2,6 milhões de euros de investimento que são elucidativos da aposta no desenvolvimento sustentado”.

A Câmara da Lousã pretende “continuar a melhorar todos os indicadores económico-financeiros, cumprir todos os limites legais de endividamento, continuar sem pagamentos em atraso e estabilizar o prazo médio de pagamentos”.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com