Coimbra  29 de Maio de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Lousã manifesta pesar pelo cidadão de mérito Carlos Baptista

11 de Janeiro 2020 Jornal Campeão: Lousã manifesta pesar pelo cidadão de mérito Carlos Baptista

A Câmara Municipal da Lousã manifestou, hoje, o seu pesar pelo falecimento de Carlos Manuel Pereira Baptista, cidadão de mérito do concelho.

Nascido em 1935 em Unhais-o-Velho, no concelho da Pampilhosa da Serra, Carlos Baptista licenciou-se em Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, em 1962. Entre 1963 e 1968, foi delegado do Procurador da República em Alcácer do Sal, Ponte de Sôr e Peso da Régua, vindo a desempenhar as mesmas funções, entre 1968 e 1970, na Lousã.

Em 1970, estando colocado como delegado no Tribunal de Menores e Tribunal Judicial de Coimbra, prestou provas de concurso para juiz e é colocado em Serpa, onde exerce até 1972, altura em que é colocado em Figueiró dos Vinhos, aí permanecendo até 1975.

Entre 1975 e 1976 foi juiz de Direito na Lousã, data em que abandona a magistratura. Já em 1976 passa a conservador na Conservatória dos Registos Civil e Predial da Lousã, iniciando aí a sua prática de advocacia. Acabou por reformar-se a 15 de Junho de 1999.

Foi deputado à Assembleia da República, pelo PSD, pelo círculo eleitoral de Coimbra (V legislatura – 19 Julho 1987 a 05 de Outubro de 1991).

Foi presidente da concelhia do PSD da Lousã na década de 80, bem como presidente da Assembleia Geral do Rugby Club da Lousã.

A 18 de Maio de 2013 recebeu a medalha de mérito do concelho da Lousã que, “não sendo a terra que o viu nascer foi, sem dúvida, a sua terra de eleição”, revela a autarquia.