Coimbra  15 de Agosto de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Liga contra o Cancro com candidaturas abertas para voluntariado no IPO de Coimbra

13 de Julho 2020 Jornal Campeão: Liga contra o Cancro com candidaturas abertas para voluntariado no IPO de Coimbra

O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC.NRC) está a recrutar jovens estudantes para desenvolver actividades de voluntariado hospitalar no Instituto Português de Oncologia de Coimbra.

Até 19 de Julho (domingo), os interessados deverão preencher o formulário de candidatura, disponível na página www.ligacontracancro.pt/voluntariadojovem/.

O Voluntariado Hospitalar em Oncologia, promovido pela Liga Portuguesa Contra o Cancro, visa “contribuir para a humanização da assistência ao doente oncológico, através da disponibilização de apoio prático e/ou emocional aos doentes em regime de ambulatório e internamento nos hospitais com serviços de oncologia”, revela a entidade, sublinhando que “o surto pandémico por coronavírus conduziu a profundas alterações na prestação dos cuidados de saúde e, também, à suspensão das actividades de voluntariado em contexto hospitalar”. O impacto que essa suspensão teve na “humanização da assistência ao doente oncológico e família, por demais manifestado por profissionais, doentes e acompanhantes durante o período de confinamento”, levou a Direcção do Núcleo Regional do Centro da LPCC, em articulação com o Conselho de Administração do IPO de Coimbra, a decidir retomar, de forma progressiva as actividades de voluntariado, em condições específicas e distintas das realizadas no período pré-pandemia.

Assim, e depois de uma avaliação conjunta, foram considerados aspectos como a avaliação de risco, a formação preparação dos voluntários e o cumprimento de todos os protocolos de controlo de infecção, definidos pelas autoridades de Saúde.

Neste sentido, o Núcleo Regional do Centro encontra-se a promover o recrutamento de jovens voluntários, com o objectivo de “reforçar as equipas existentes e, por esta via, contribuir para amenizar a permanência do doente oncológico, minimizando também os níveis de ansiedade e desconforto dos acompanhantes nos períodos de espera para consulta/tratamento”.

Esta é, simultaneamente, uma oportunidade para que “os jovens estudantes, nomeadamente das áreas da saúde e social, acompanhados de voluntários seniores, participem de uma experiência que, para além de contribuir para o seu desenvolvimento pessoal e enriquecimento curricular, marcará a diferença na vida de quem se encontra numa condição de grande vulnerabilidade”, nota o Núcleo do Centro da Liga.