Coimbra  23 de Setembro de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Lídia Pereira está a liderar movimento internacional de apoio à Bielorrússia

15 de Agosto 2020 Jornal Campeão: Lídia Pereira está a liderar movimento internacional de apoio à Bielorrússia

 

Lídia Pereira, eurodeputada natural de Coimbra, está a liderar o movimento internacional de apoio à Bielorrússia intitulado “#WithBelarus”.

A também presidente da Juventude do Partido Popular Europeu (YEPP) quer ver publicado o verdadeiro resultado das eleições e exige a repetição do acto eleitoral com a presença de observadores internacionais, para que se garanta a realização de eleições justas e livres.

A força mobilizadora do povo bielorrusso tem sido fundamental para terminar com o regime autocrático de Lukashenko, tendo desencadeado este movimento.

“O povo votou pela democracia, liberdade e estado de direito, mas a esperança na realização de eleições pacíficas foi minada por vários actos do governo contra o povo bielorrusso, como a prisão de manifestantes e o uso excessivo da força pelos militares”, explicou Lídia Pereira.

A declaração “#WithBelarus” foi assinada por 50 jovens parlamentares de toda a Europa. A origem dos signatários é diversa, mas representativa do continente europeu. Desde franceses a gregos, com destaque para dois parlamentares da CDU, partido da chanceler Angela Merkel.

As eleições realizadas no último fim-de-semana na Bielorrúsia têm marcado a agenda europeia ao longo dos últimos dias. Ontem (14), os chefes da diplomacia dos 27 reuniram extraordinariamente e acordaram impor novas sanções ao regime de Minsk.

A rede de jovens parlamentares condena os actos de violência e exige que todos os manifestantes sejam soltos, bem como o povo exerça livre e pacificamente o seu direito de assembleia e protesto. A eurodeputada salienta que “a Democracia é essencial em qualquer sociedade funcional e, portanto, o YEPP apela que esse desiderato seja respeitado e implementado na Bielorrússia”.

O YEPP tem vindo a acompanhar permanentemente a situação política na Bielorrússia, tendo atribuído, no passado, o Prémio Direitos Humanos ao bielorrusso Aliaksaandr Kuushynay – Sasha – um jovem activista pela democracia no país.

Para aderir ao movimento “#WithBelarus”, os participantes são convocados a partilhar mensagens de apoio nas redes sociais recorrendo ao uso do hashtag.