Coimbra  6 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Lar em Soure contabiliza um morto, 39 utentes e 15 funcionários infectados

4 de Janeiro 2021 Jornal Campeão: Lar em Soure contabiliza um morto, 39 utentes e 15 funcionários infectados

Um surto de covid-19, detectado em Dezembro, infectou 39 utentes e 15 funcionários no Lar-Sede da Santa Casa da Misericórdia de Soure e já causou uma vítima mortal.

Em comunicado, a Santa Casa da Misericórdia de Soure adianta que até ontem (03) 10 utentes e dois funcionários já foram considerados recuperados.

A instituição conta, ainda, que tem em funcionamento três Estruturas Residenciais Para Idosos, estando o surto circunscrito, até este domingo, ao Equipamento I, denominado de Lar-Sede na avenida dos Bombeiros Voluntários, em Soure.

“A instituição publicou na sua página do Facebook em 23 de Dezembro último, informação relevante sobre o surto de pandemia por covid-19, entretanto detectado após testes realizados, em articulação com a Autoridade de Saúde, a um total de 67 funcionários e 55 utentes”, refere a instituição.

Na sequência dos testes foram, segundo a Santa Casa, declarados em 22 de Dezembro, 15 utentes e oito funcionários positivos para a covid-19.

De acordo com a Santa Casa, o plano de contingência foi activado e os utentes infectados foram isolados numa ala previamente destinada para a covid-19 e os funcionários colocados em quarentena.

“Entretanto a 30 de Dezembro último foi possível repetir testes aos ‘negativos’ àquela data de 22 de Dezembro, cujos resultados para covid foram considerados positivos em 24 utentes e sete funcionários”, indica a instituição.

A Santa Casa adianta que o estado de saúde dos utentes é estável, tendo sido considerados recuperados, até domingo, um total de 10 utentes e dois funcionários, que já reiniciaram a sua actividade profissional.

“Estão neste momento [domingo] internados três utentes, cuja informação hospitalar é a de que estão estáveis e há a lamentar, entretanto, o falecimento de um utente”, informa a instituição.

O lar refere, também, que foram implementados dentro do mesmo edifício três polos distintos, um para os casos positivos, outro para os “recuperados” e ainda um terceiro para os casos negativos e adianta ter enviado à Segurança Social um pedido de envio de equipa de reforço.