Coimbra  28 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Judoca da ACM de Coimbra Bernardo Tralhão sagrou-se vice-campeão

28 de Setembro 2021 Jornal Campeão: Judoca da ACM de Coimbra Bernardo Tralhão sagrou-se vice-campeão

O judoca da ACM de Coimbra Bernardo Tralhão alcançou a prata na Taça Internacional Kiyoshi Kobayashi, que se disputou no passado sábado (25), em Cernache.

De acordo com a ACM, Bernardo, que competiu na categoria -60 kg, iniciou a prova com boas prestações, tendo vencido os dois primeiros combates pela pontuação máxima. Já na meia-final, o judoca, que teve como opositor o  ex-campeão nacional da categoria, Francisco Medes, “disputou o confronto com muita confiança e determinação, realizando um combate de excelência em que o equilíbrio foi a dominante, levando a disputa para o ‘ponto de ouro’ onde o Bernardo se foi superiorizando com três situações em que poderia ter fechado o encontro, mas foi na quarta ocasião que, em tempo de grande esforço de ambos os atletas, se superou e saiu vencedor, apurando-se para a final”, disse a ACM.

Na final o atleta disputou um “combate muito exigente” com Rodrigo Lopes e “num descuido” permitiu ao benfiquista marcar a vantagem. Para a ACM de Coimbra, Bernardo Tralhão alcançou a prata “numa competição muito difícil”.

Por sua vez, João Amaro, também atleta da ACM, “não foi feliz no sorteio” dado que no primeiro encontro combateu com o Rodrigo Lopes, tendo cedido perante o campeão nacional. No entanto, a ACM de Coimbra refere que o judoca “parte em desvantagem devido ao peso inferior em relação aos demais participantes que supera com muita disponibilidade para o treino, vontade e determinação nas suas prestações desportivas”.

 

Bernardo Tralhão convocado para Campeonato do Mundo

Bernardo Tralhão está convocado para o Campeonato do Mundo de Juniores, que se realizará em Olbia, Itália, entre 6 e 10 de Outubro. Apesar disto, a participação do judoca poderá estar comprometida já que Federação Portuguesa de Judo coloca como condição o custo mínimo de 1.500 euros, quantia que cabe ao atleta pagar.

“Não é fácil, numa fase em que as receitas da Instituição não compensam as despesas correntes, assumir este encargo”, disse a ACM de Coimbra, que considera “profundamente injusto a não participação do Bernardo na prova, dada as qualidades reveladas em provas de seniores como o Campeonato Nacional e a Taça K. Kobayashi e sendo o campeão nacional de Juniores e vice-campeão Nacional de Seniores”.

A ACM de Coimbra questiona “onde estão os apoios necessários” e refere que as ajudas que chegaram à Associação são “insignificantes para suporte das despesas que se enquadram neste subsistema”.