Coimbra  1 de Março de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Jubileu de Santo António fecha no domingo, com iniciativas adiadas para Junho

14 de Janeiro 2021 Jornal Campeão: Jubileu de Santo António fecha no domingo, com iniciativas adiadas para Junho

Na tarde do próximo domingo, 17 de Janeiro, a Igreja do Mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, acolhe a celebração de Encerramento do Ano Jubilar e Fechamento da Porta Santa.

Esta cerimónia assinala o términos do Jubileu de Santo António e dos Mártires de Marrocos, que a cidade de Coimbra celebrou ao longo de 2020 e até 2021.

A Eucaristia, presidida pelo Bispo de Coimbra, D. Virgílio do Nascimento Antunes, terá lugar na Igreja do Mosteiro de Santa Cruz, pelas 18h00, com a celebração a ser transmitida nas redes sociais do Jubileu 2020 e da Diocese de Coimbra.

O Colóquio Internacional ‘Santo António: 800 anos de vocação franciscana’, inicialmente agendado para o próximo dia 16 de Janeiro, sofreu um adiamento devido às restrições consequentes da pandemia de covid-19. A nova data está marcada para o dia 12 de Junho, também no Mosteiro de Santa Cruz. Incluído no programa do colóquio, decorrerá também o lançamento do Livro de Actas do Colóquio ‘Mártires De Marrocos: evocação dos 800 anos do martírio’.

Nesse mesmo fim-de-semana, onde se celebrará a Festa de Santo António, será estreada a Cantata ‘De Fernão se fez António’, nos dias 12 e 13 de Junho. Esta obra tem a autoria de José Carlos Miranda (letra) e de Sílvio Vicente (música).

Ainda a propósito da evocação dos 800 anos do martírio dos protomártires franciscanos, a organização informa que a exposição evocativa ‘Guerreiros e Mártires’, patente no Museu Nacional de Arte Antiga (Lisboa) foi prolongada até ao dia 28 de Março, também devido à pandemia.