Coimbra  25 de Abril de 2024 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Jornadas de Teatro Amador da Figueira da Foz arrancam a 27 de Março

19 de Março 2024 Jornal Campeão: Jornadas de Teatro Amador da Figueira da Foz arrancam a 27 de Março

As 46.ªs. Jornadas de Teatro Amador, dinamizadas pelo Lions Clube da Figueira da Foz, terão início no próximo dia 27 de Março, pelas 21h15, com a sessão de abertura no Centro de Artes e Espectáculos, com a peça “Requiem por Isabel”, com as actrizes Lídia Franco e Rita Ribeiro, um espectáculo que assinala desta forma o Dia Mundial do Teatro.

Em conferência de imprensa realizada hoje ao final da manhã, o grupo de trabalho do Teatro (Carlos Vieira, Edite Condesso, Paulo Matias e Simões Baltazar) do Lions Clube da Figueira da Foz, falou das actividades desta iniciativa que se vão estender até dia 26 de Maio, com mais 12 peças de teatro a representar nas freguesias de Tavarede, Buarcos, Vila Verde, Figueira da Foz, Quiaios e Paião, sendo que a próxima actuação, devido à Páscoa, será no dia 6 de Abril, na SIT Tavaredense, com “1904 Revisitação” peça representada pela própria SIT.

Seguem-se as peças: 7 de Abril, no Grupo Musical Carritense, pelas 16h30, “Milagre no Convento de Santa Maria-Joana”, pela Sociedade Boa União Alhadense; 13 de Abril, no Grupo Caras Direitas, em Buarcos, pelas 21H30 “Sexta-feira 13” pelo Grupo de Teatro Animarte SFP; 14 de Abril, pelas 16H30, na Sociedade de Instrução Tavaredense, “Dois maridos em apuros” pelo Grupo Cénico Casa do Povo do Alqueidão; Dia 20 de Abril, pelas 21H30, no Grupo Recreativo Vilaverdense, “De Tavarede a Gil Vicente”, pelas Mulheres de Gil Vicente; Dia 27 de Abril, às 21H30, na Sociedade Filarmónica 10 de Agosto, “A Boda”, pelo Grupo Cénico As Personagens; A 5 de Maio, no Quiaios Clube, pelas 16H30, o grupo cénico da colectividade, representa “Queremos é Festa”; A 11 de Maio, também no Quiaios Clube, pelas 21H30, AVA Grupo de Teatro apresenta “M”; Dia 12 de Maio, no Grupo Desportivo da Chã, às 16H30, o Grupo cénico do Grupo Musical Carritense leva à cena “A criada Maria” e “Ressona sem dormir”. No dia 18 de Maio, na Sociedade de Instrução Tavaredense, pelas 21h#0, “A Casa de Bernardo Alva”, pelo Teatro Escola de Artes do CAE; A 19 de Maio, na Animarte na Sociedade Filarmónica Paionense, às 16H30, “Os 3 desejos” pelo Grupo Caras Direitas; no dia 24 de Maio, no Grupo Desportivo da Chã, às 21H30, “De O Doido e a Morte”, pelo Páteo das Galinhas. As Jornadas encerram a 26 de Maio, pelas 16H30, no Museu Municipal Santos Rocha, no Auditório Madalena Biscaia Perdigão.

Esta iniciativa cultural leva “quase 50 anos de jornadas” disse Carlos Vieira, considerando que a Figueira da Foz “foi sempre um concelho orientado para o teatro amador, porque é uma arte que traz felicidade” e que tem elevado a Cultura Figueirense a nível nacional.

Ao longo de quase este meio século de jornadas, tal só tem sido possível com o apoio da autarquia, mas também, este ano, com a colaboração das empresas Veralia, Celbi, Foztubo, Viveiros da Figueira, Canas, O Peleiro e Curados.