Coimbra  17 de Junho de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Jorge Conde recandidata-se para reforçar ligação do IPC à região

6 de Maio 2021 Jornal Campeão: Jorge Conde recandidata-se para reforçar ligação do IPC à região

Sob o lema “Juntos Continuamos a Construir”, o actual presidente do Instituto Politécnico de Coimbra (IPC), Jorge Conde, apresentou, esta quinta-feira, a recandidatura às eleições de 21 de Maio.

Jorge Conde, que irá ter Manuel Castelo Branco como opositor (e que apresentou a candidatura na terça-feira, em Condeixa), escolheu o Centro Cultural do IPC, junto ao Penedo da Saudade, para enunciar as bases programáticas e o programa de acção.

Recordando também tudo o que foi feito neste mandato que agora termina, Jorge Conde destaca que o IPC, que agrega seis escolas, construiu a marca “Politécnico de Coimbra” e apostou na colaboração com as Câmaras Municipais da região, as empresas, a Universidade de Coimbra e a rede de Politécnicos.

Jorge Conde enunciou que pretende continuar “a trabalhar na criação de recursos, proporcionando assim uma maior partilha dos mesmos”, permitir “construir uma organização que permita libertar as unidades orgânicas para uma gestão mais objectiva e focada na sua missão”, assim como “apostar na manutenção e recuperação do património, mas também na construção de novos espaços indispensáveis ao funcionamento das escolas”.

O recandidato focou, ainda, que, “é determinante o incremento da investigação, procurando aumentar e melhorar as condições de trabalho e de incentivo para os professores e os alunos investigarem, encontrando financiamento e parceiros, e realizando investigação aplicada com o tecido empresarial”.

Recorde-se que o candidato Manuel Castelo Branco, que já presidiu ao Instituto Superior de Contabilidade e Administração – Coimbra Business School, defende nas suas bases programáticas, o que designa como “integração na Universidade de Coimbra”.

O candidato anuncia que, se for eleito, abrirá de imediato o processo de diálogo com a Universidade de Coimbra para aproximar as duas instituições e colocá-las a partilhar laboratórios, recursos pedagógicos, projectos científicos, instalações sociais, desportivas e de lazer de estudantes, professores e funcionários.

Manuel Castelo Branco é um defensor de que o IPC e a Universidade de Coimbra devem dialogar e pensar, em conjunto, na expansão das duas instituições e na qualificação mútua dos respectivos ensinos e produção científica. “Pela minha parte, quero garantir às escolas do IPC a sua participação plena no processo negocial: terão de ser encontradas e construídas soluções consensuais, com o envolvimento direto de todas as escolas na definição dos respetivos modos, alcance e limites da participação de cada uma no processo”, garante.

De acordo com o calendário eleitoral estabelecido pelo Conselho Geral do IPC, presidido por, Maria Manuel Leitão Marques, a 1.ª volta da eleição do presidente do Politécnico de Coimbra decorrerá a 21 de Maio e, caso não haja um candidato que alcance a maioria, a 2.ª volta decorrerá a 28 de Maio. Antes, a 14 de Maio, haverá a audição pública dos candidatos, os quais apresentarão as suas propostas.

Do IPC fazem parte a Escola Superior Agrária (ESAC), a Escola Superior de Educação (ESEC; a Escola Superior de Tecnologia da Saúde (ESTeSC), a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH), o Instituto Superior de Contabilidade e Administração (ISCAC) e o Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC).