Coimbra  25 de Setembro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Jorge Amorim: Dirigente do CAC morre em teste de carro de ralis

16 de Fevereiro 2017 Jornal Campeão: Jorge Amorim: Dirigente do CAC morre em teste de carro de ralis

Jorge Amorim, dirigente desportivo do Clube Automóvel do Centro (CAC), morreu ontem, quando fazia de copiloto de João Vinha, no teste de um carro de ralis, na zona de Mortágua, quando a viatura se despistou e caiu no rio Criz.

Com 53 anos, casado e residente em Coimbra, Jorge Amorim era engenheiro e o principal dinamizador desportivo de provas do CAC, sendo director dos ralis do Dão e de Mortágua.

Ontem, seguia num Mitsubishi Lancer ao lado do piloto penafidelense João Vinha, substituindo o habitual navegador Cristiano Queiroga, que devido a outros afazeres não pode estar presente nos treinos.

A viatura, que estava a ser testada para participar na Taça Nacional de Ralis FPAK de Terra, que vai decorrer em Fafe, despistou-se cerca das 15h30 e foi parar ao rio Criz, que nasce na serra do Caramulo e desagua no rio Dão, já na albufeira da Aguieira.

Enquanto o piloto João Vinha sofreu ferimentos ligeiros, o corpo de Jorge Amorim acabaria por ser encontrado pelas 18h00, pelos mergulhadores dos Bombeiros Voluntários de Viseu.

No local estiveram elementos dos bombeiros de Mortágua e de Santa Comba Dão, do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e da Guarda Nacional Republicana.