Coimbra  18 de Outubro de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

ISEC forma docentes e cria cursos tecnológicos em Angola

1 de Julho 2021 Jornal Campeão: ISEC forma docentes e cria cursos tecnológicos em Angola

Um protocolo assinado hoje entre o Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) e a Universidade do Namibe, em Angola, prevê o desenvolvimento de projectos de investigação e o intercâmbio de estudantes, docentes e técnicos.

“Esta parceria irá aumentar o número de estudantes internacionais nos nossos cursos em Coimbra”, afirmou o presidente do ISEC, Mário Velindro.

O ISEC irá desenvolver em conjunto com a Universidade do Namibe – UNINBE programas de desenvolvimento tecnológico, nomeadamente cursos de Manutenção Aeronáutica, Sistemas e Tecnologias de Informação, Gestão de Redes e Sistemas Informáticos, Tecnologia Automóvel e Engenharia e Gestão Industrial. Para além da criação de cursos de formação especializada, a parceria entre estas duas instituições irá também dar origem a projectos de formação para professores da UNINBE.

A parceria foi formalizada hoje através da assinatura de um protocolo de cooperação entre o ISEC e a UNINBE, o qual teve como signatários Mário Velindro, presidente do ISEC, e Carmen Van-Dúnem, coordenadora da Comissão Instaladora da UNINBE. “Todas as formações que iremos criar têm em comum a inovação tecnológica, seja nas áreas de informática, da construção, da aeronáutica ou da tecnologia e gestão automóvel”, afirma Mário Velindro, presidente do ISEC. “Esta é mais uma aposta do ISEC na sua internacionalização com os países da Lusofonia”.

Segundo Carmen Van-Dúnem, o ISEC será um parceiro “essencial para a produção de ciência da Universidade do Namibe, para a dinamização dos seus laboratórios e para a formação dos seus técnicos e docentes em áreas tecnológicas ligadas à engenharia”.

O protocolo tem como objectivo “estreitar as relações de cooperação e intercâmbio entre as duas instituições, de modo a que ambas possam beneficiar de acções de colaboração nos domínios a que se dedicam”. Para atingir esse objectivo, haverá intercâmbio de estudantes, docentes e técnicos entre o ISEC e a universidade angolana, bem como irão ser desenvolvidos, em parceria, projectos de investigação nacionais e internacionais. O “reforço do empreendedorismo entre as duas instituições, nomeadamente através da troca de experiências de incubadora e de empresas de base científica e tecnológica”, está também previsto no protocolo.

“Esta parceria irá permitir a mobilidade de estudantes e docentes, aumentando a sua visibilidade junto dos alunos angolanos e, estamos certos, fará subir o número de estudantes internacionais nos nossos cursos em Coimbra”, afirma Mário Velindro. “Por outro lado, é mais uma forma de os investigadores e docentes do ISEC exercitarem a sua vocação para prestar serviços a empresas e transferirem conhecimento”.