Coimbra  17 de Outubro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

IPN lidera acção comercial de nove empresas portuguesas nos EUA

3 de Dezembro 2018

O Instituto Pedro Nunes, de Coimbra, lidera a deslocação de nove empresas portuguesas ao Texas, nos EUA, em missão comercial, no âmbito de um projecto europeu de apoio à internacionalização, coordenado pelo Instituto.

“Na quinta e última missão comercial do RYME+”, que decorre entre hoje e sexta-feira, em Austin, Texas, nos Estados Unidos da América (EUA), vão participar 10 empresas, nove das quais são portuguesas (uma é espanhola), anunciou hoje, o Instituto Pedro Nunes (IPN).

O RYME+, que “está a apoiar empresas do espaço sudoeste europeu na expansão internacional dos seus negócios”, funciona num consórcio europeu liderado pelo IPN e é cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Trata-se de um projecto de apoio à internacionalização de PME (pequenas e médias empresas) nos “sectores de saúde e bem-estar, energia, materiais e sustentabilidade industrial, cidades inteligentes e TIC [tecnologias de informação e comunicação] e indústrias criativas”, que inclui parceiros do Brasil, de Espanha, dos EUA, de França, de Israel, do Uruguai e de Portugal.

“O objectivo da missão ao Texas é promover e apoiar a internacionalização das empresas com workshops, formações e visitas a incubadoras e aceleradoras de startups em Austin”, refere o IPN, adiantando que os participantes também se reunirão com empresas e entidades locais, com vista ao estabelecimento de negócios e parcerias.

Com o RYME+, 102 empresas (33 portuguesas, 37 espanholas e 32 francesas) estão a beneficiar designadamente de networking internacional, preparação comercial, formação em mercados externos e interacção com outras firmas inovadoras, sublinha o IPN, referindo que “as empresas mais promissoras têm ainda a oportunidade de participar em missões comerciais e de benchmarking”.

No âmbito do projecto já foram realizadas três missões comerciais, ao Brasil, ao Uruguai e aos EUA, e uma missão para a identificação de melhores práticas (benchmarking), em Israel, com a participação de 35 empresas, resultando em “mais de 200 interacções comerciais entre todas as empresas do espaço sudoeste europeu”.

Criado por iniciativa da Universidade de Coimbra em 1991, o IPN é uma “instituição privada sem fins lucrativos, que visa promover a inovação e a transferência de tecnologia, estabelecendo a ligação entre o meio científico e tecnológico e o tecido produtivo”.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com