Coimbra  13 de Maio de 2021 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Instituto Pedro Nunes abre candidaturas para apoiar projectos espaciais

13 de Abril 2021 Jornal Campeão: Instituto Pedro Nunes abre candidaturas para apoiar projectos espaciais

O Instituto Pedro Nunes (IPN), em Coimbra,  e coordenador do ‘ESA Space Solutions Portugal’, abriu as candidaturas para o ‘Spark 4 Business’, um programa da Agência Espacial Europeia (ESA).

O objectivo é apoiar empresas e institutos de investigação portugueses interessados em transferir tecnologia espacial para criar novos produtos ao serviço da Terra.

A primeira fase de candidaturas da edição de 2021 decorre até 02 de Junho e a segunda até 02 de Novembro e devem ser feitas no website www.space.ipn.pt.

O ‘Spark 4 Business’ vai apoiar cinco projetos que utilizem activos espaciais, como Comunicações por Satélite, Navegação por Satélite ou Observação da Terra, para desenvolver novos produtos e serviços para mercados terrestres, como a saúde, transportes, energia, agricultura, ambiente ou segurança.

Cada projecto receberá um financiamento máximo até 25 000 euros e apoio do IPN no estudo da viabilidade financeira e técnica.

As empresas seleccionadas vão ainda beneficiar de um relacionamento directo com a ESA, o que irá fortalecer tanto o seu modelo de negócio, como a sua componente técnica/espacial. O ‘Spark 4 Business’ abre ainda portas para a participação futura noutros programas da ESA.

No âmbito deste programa, a ‘startup’ Matereo foi uma das que recebeu apoio, “no desenvolvimento de um assistente virtual – IMSbridge – que recorre a dados de satélite para a monitorização remota de estruturas de engenharia civil, tais como pontes, túneis e barragens, permitindo reduzir incertezas e aumentar a eficiência do sector da construção”. O IMSbridge é um projecto que, desde o seu começo, tem gerado receitas próprias, tendo já clientes de referência como a Brisa e projectos piloto em curso na Eslovénia e Brasil.

Já a ‘Connect Robotic’ criou com o apoio deste programa um sistema de entrega de encomendas por ‘drones’, onde todo o processo é autónomo, necessitando o utilizador apenas de um treino mínimo para iniciar e acompanhar toda a operação”, informa o instituto, referindo que “a empresa está a operar, principalmente, no sector da saúde e, nos próximos meses, conta já estar a entregar medicamentos por ‘drone’ de forma rápida e segura”.

O Instituto Pedro Nunes tornou-se, em 2014, o primeiro ‘Space Solutions Centre’ da Agência Espacial Europeia, entre os 21 centros existentes na Europa, a congregar os três programas de transferência de tecnologia promovidos pela ESA.