Coimbra  26 de Agosto de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Instituto de Miguel Torga: SPRC alerta para risco “de pressão”

10 de Janeiro 2018

O Sindicato de Professores da Região Centro (SPRC) alertou, hoje, para risco de o futuro do Instituto Superior de Miguel Torga (Coimbra) vir a ser “resolvido sob pressão”.

O director do ISMT, Carlos Amaral Dias, convocou o pessoal para se reunir, hoje (10) à tarde, destinando-se a sessão a criar uma associação que seja proprietária do alvará.

O propósito de criação de um organismo que possa tornar-se entidade instituidora do Instituto foi revelado, sexta-feira (05), ao “Campeão” por fonte da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM – RC).

Em cima da mesa está a criação de uma associação sem fins lucrativos, na medida em que a CIM – RC, constituída por 19 concelhos, não possui natureza jurídica capaz de a habilitar a ser entidade instituidora.

É provável que outra reunião com o mesmo fim seja efectuada ainda durante o presente mês.

Segundo Cristina Quintas, vice-presidente do Conselho Directivo do Instituto, há o objectivo de criar uma “base sólida” para negociação com a CIM – RC.

Como noticiou o “Campeão, recentemente, através da edição impressa, a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra está a debruçar-se sobre uma auditoria a que foi sujeito o ISMT.

Amaral Dias – acusado, pelo Ministério Público, de fraude na obtenção de subsídio ou de subvenção – considera que “importa, de forma urgente encontrar uma solução jurídica” capaz de permitir operar a substituição da Comunidade Intermunicipal.

Segundo o SPRC, a direcção do Instituto de Miguel Torga tem vindo a efectuar “cortes na remuneração” do pessoal, “a título de empréstimo, para fazer face a dificuldades orçamentais”.

Do montante, que deve ascender a dezenas de milhar de euros, não se ouve uma palavra, como se tivesse sido apagado das preocupações da direcção do ISMT e da CIM – RC”, assinala a associação sindical.

Para o Sindicato de Professores da Região Centro, “mais uma vez, fica a dúvida sobre a legalidade e a legitimidade da assembleia” convocada para hoje, “se a mesma tiver de votar qualquer decisão”.

Fonte da CIM – RC indicou ao nosso Jornal haver urgência em sanar a situação, sob pena de o Ministério do Ensino Superior vir a enveredar pela revogação do estatuto de interesse público outrora atribuído ao ISMT.

O Instituto, cujo alvará pertence, hoje em dia, a uma associação de 19 municípios, é uma das entidades sucessoras do antigo Instituto Superior de Serviço Social.

 

 

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com