Coimbra  21 de Outubro de 2019 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Incêndios: Falta concluir a recuperação de 58 casas das 819 ardidas

31 de Julho 2019

A presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) anunciou hoje que 93 por cento das casas destruídas pelo incêndio de Outubro de 2017 já foram recuperadas, num investimento de 52 milhões de euros.

“Estamos na fase final deste processo e falta concluir a recuperação de 58 das 819 casas atingidas pelas chamas em 15 de Outubro de 2017, o que deverá acontecer, o mais tardar, até ao final do ano”, revelou Ana Abrunhosa, em Mira, durante a entrega de mais seis habitações recuperadas a habitantes deste concelho.

A verba orçamentada para a recuperação das 819 casas, a cargo da CCDRC, é de 57 milhões de euros. As taxas de execução física e financeira situam-se assim, nesta altura, em 93 por cento. Cerca de metade das casas recuperadas, todas de primeira habitação, tinham sido totalmente destruídas pelas chamas.

A maior parte das 58 casas ainda em obras está a ser recuperada directamente pelos respectivos proprietários, o que ajuda a explicar a maior demora na conclusão das obras. Em alguns casos houve problemas legais a resolver, como partilhas ou proximidade de zonas agrícolas ou de reserva ecológica.

No caso de Mira, já está concluída a recuperação de 24 das 25 casas ardidas em Outubro de 2017. A habitação que falta está a ser apoiada pela CCDRC, mas a condução das obras pertence à família.

Ana Abrunhosa estima em dois milhões de euros o esforço financeiro para recuperar a totalidade das habitações neste município do distrito de Coimbra.

Bem superior tem sido o esforço financeiro para apoiar a recuperação das 32 empresas do concelho atingidas pelas chamas. Mira representa 20 por cento do apoio de 100 milhões de euros entregues na totalidade às empresas dos concelhos atingidos em Outubro de 2017, através do programa REPOR – Sistema de Apoio à Reposição da Competitividade e Capacidades Produtivas.

Depois de escutar palavras de agradecimento do presidente da Câmara de Mira, Raul Almeida, pela maneira como a CCDRC conduziu o processo de recuperação das casas, Ana Abrunhosa falou directamente para as famílias afetadas pelos incêndios, expressando solidariedade.

“Que a recuperação dos vossos lares vos ajude a ultrapassar a terrível situação que viveram. E obrigado pela paciência”, disse Ana Abrunhosa.

 

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com