Coimbra  5 de Agosto de 2020 | Director: Lino Vinhal

Semanário no Papel - Diário Online

 

Homem da Figueira da Foz arguido por ficar com bens de emigrantes

6 de Março 2020 Jornal Campeão: Homem da Figueira da Foz arguido por ficar com bens de emigrantes

Um homem, de 42 anos, foi constituído arguido, na Figueira da Foz, por alegadamente se apoderar de bens que deveria entregar a emigrantes em países europeus, revelou, hoje, a Polícia de Segurança Pública (PSP).

“Emitido um mandado de busca, foram encontrados na sua posse vários bens alimentares, artigos de ourivesaria e perfumaria, bem como uma arma ilegal”, refere em comunicado o Comando Distrital de Coimbra da PSP.

Por determinação do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) da Figueira da Foz, a PSP está a investigar “um processo relacionado com crimes de burla” presumivelmente praticados pelo agora arguido, adianta.

“As denúncias referiam que um homem de 42 anos dizia ter uma empresa de transporte de mercadorias para países da União Europeia e que se apropriava de bens que familiares de emigrantes lhes pretendiam enviar”, segundo a nota.

Na sequência das buscas hoje realizadas, na Figueira da Foz, o suspeito foi constituído arguido, tendo os agentes da PSP levantado também “autos de contraordenação pela posse de um cão de raça perigosa – ‘pitbull’ – sem qualquer documento”.

Furto de centenas de euros e documentação do interior de um carro

A PSP revela, ainda, que recebeu uma denúncia por parte da lesada, uma mulher de 36 anos, de que teria sido vítima de furto.

“No local, na Baixa da cidade, disse-nos que estacionou o seu carro e que durante a tarde de ontem (05) alguém partiu o vidro da porta do condutor e furtou uma carteira que se encontrava visível no interior”. Esta acção permitiu ao(s) ladrão(ões) furtat um porta-moedas com algumas centenas de euros e documentos pessoais e bancários.

A PSP está, agora, a reunir todos os esforços no sentido de identificar o autor ou autores do furto.